Revista "Nature" publica notícia sobre a tentativa do Brasil em combater a dengue

Por Brunno Câmara - quinta-feira, abril 12, 2012


Curta nossa página ↓

Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Cientistas do Brasil dizem que o experimento para reduzir a população do vetor da dengue, o mosquito Aedes aegypti, liberando milhões de insetos genteticamente modificados na natureza, está funcionando.

Mais de 10 milhões de mosquistos-macho modificados foram liberados na cidade de Juazeiro, uma cidade de 288,000 habitantes, há um ano. Os resultados foram apresentados em um Workshop no Rio de Janeiro, no final de Março, onde o coordenador do projeto, Aldo Malavasi, disse que eles foram “muito positivos”.

“Das amostras coletadas no campo, 85% dos ovos eram transgênicos, o que significa que os machos liberados estão substituindo a população selvagem. Isso deveria resultar na diminuição dos mosquitos, e consequentemente na diminuição da transmissão da dengue”, disse Malavasi.

Antes da liberação dos mosquitos toda a população foi informada e consultada e, segundo Malavasi, 90% foram a favor do experimento.

A comunidade científica está dividida. Alguns cientistas acharam o experimento promissor e dizem que o sistema está funcionando como experado. Já outros estão preocupados com o potencial desses mosquitos transgênicos sobreviverem e se reproduzirem na natureza com resultados imprevisíveis.

Malavasi ainda disse que levaria algum tempo para que a diminuição da população de mosquitos possa ser refletida na diminuição na transmissão da dengue.

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior dos cursos de graduação em Biomedicina e Farmácia. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestrando no Programa de Pós-graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - UFG (IPTSP-UFG). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.

  • Compartilhar:

Artigos relacionados

0 comentários

Não temos interesse em publicar nada que nos ofenda ou ofenda outros visitantes. Só são aprovados textos que valorizem o que fazemos aqui e que podem ajudar outras pessoas, agregando valor ao conteúdo. O comentário precisa ser útil!