Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Pesquisa de estudantes de biomedicina testa a eficácia dos sabonetes antibacterianos

quarta-feira, maio 23, 2012 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

O sabonete em barra pode virar esconderijo de bactérias quando deixado exposto no banheiro. Ele não mata bactérias, apenas limpa a superfície onde é aplicado. Com isso, existe realmente uma grande probabilidade de que, as bactérias que estavam nessa superfície suja, permaneçam no sabão que a limpou.

Existem hoje no mercado, sabonetes antibacterianos que prometem acabar com 99% das bactérias. Mas será que esses sabonetes cumprem o que prometem?

Estudantes de biomedicina de uma faculdade de Campinas, São Paulo, realizaram uma pesquisa para testar a eficácia desses sabonetes antibacterianos e, adicionalmente, compará-los com os sabonetes comuns.

O experimento

O estudo utilizou 10 amostras de diferentes marcas de sabonetes. Os sabonetes foram colocados no banheiro, para o uso normal. Também foram coletadas amostras das mãos de voluntários, antes e depois do uso dos sabonetes.

Foram coletadas então, amostras desses materiais e, utilizando meios de cultura, os estudantes as semearam. Os meios foram incubados à 37ºC por 24h e foi feita a contagem das colônias. O procedimento foi repedido por mais 24h, e feita outra contagem.

De cada meio de cultura, foram coletados dois tipos de colônias de bactérias para identificação no microscópio. Para classificar os tipos de bactérias, foi utilizado o método de Gram.

Resultados

Os sabonetes antibacterianos, possuíram uma ação bactericida satisfatória. Isso ocorreu devido a dois compostos químicos, chamados Triclocarbono e Triclosan. Eles possuem ação bactericida contra bactérias gram-negativas e gram-positivas. Já os sabonetes comuns, como não possuem um composto químico bactericida, apenas reduziram o número des bactérias presentes na mão.

As formas bacterianas encontradas foram estafilococos, diplococos e bacilos com esporos, todos gram-positivos.

Nos meios de cultura de duas marcas não houve crescimento bacteriano. Uma das marcas teve eficácia de 90%. O sabonete comum, não teve atividade bactericida, apenas removeu 83% das bactérias.

Bacilos com Esporos Comparacao LifeBuoy Mao Antes e Depois Comparacao Protex Mao Antes e Depois Comparacao Ype Action Mao Antes e Depois Comparacao Ype Normal Mao Antes e Depois Diplococos Estafilococos Todas Amostras

Alerta

Utilizar os sabonetes antibacterianos indiscriminadamente, pode trazer vários riscos às pessoas, pois, pode-se matar as bactérias benéficas (microbiota normal) ao nosso organismo, além de causar ressecamento e irritações. Existe ainda o risco de se criar resistência bacteriana aos componentes bactericidas do sabonete.

Pesquisadores: Ana Carolina Bonfim, Bruna Albuquerque, Caroline Matos, Dennis Leandro, Séfora Giacomini

Caso tenha interesse em ler o experimento completo, entre em contato com o Dennis Leandro

Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).