Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Como identificar hemácias no sedimento urinário

sexta-feira, agosto 17, 2012 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

A existência de hemácias na urina tem relação com lesões na membrana glomerular ou nos vasos do sistema urogenital. O seu número também ajuda a determinar a extensão da lesão renal: grande quantidades de hemácias costuma decorrer de glomerulonefrite, mas também é observada em muitos outros quadros clínicos, como infecções agudas, reações tóxicas e imunológicas, neoplasias e distúrbios circulatórios  que rompem a integridade dos capilares renais.

Aparecem na urina como discos incolores com diâmetro aproximado de sete mícrons. De todos os elementos do sedimento, são as hemácias que os estudantes têm mais dificuldade para identificar, devido à ausência de estruturas características, às variações no tamanho e à grande semelhança com outros componentes da urina.

Dentre esses componentes, os mais comumente confundidos são leveduras e gotículas de óleo.

Como diferenciar

As leveduras em geral mostram formação em brotamentos e as gotículas de óleo são altamente refringentes quando micrometradas com foco para cima e para baixo.


Leveduras

No caso de a identificação continuar duvidosa, a adição de ácido acético a uma parte do sedimento lisará as hemácias, mas não afetará as leveduras e gotículas de óleo.

Urinálise e Fluidos Corporais - 5ª Ed. Autor: Di Lorenzo, Marjorie Schaub; Strasinger, Susan King. Editora: Livraria Medica Paulista - Lmp

topblog1

Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).