Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Gonorreia pode se tornar incurável, temem especialistas

quinta-feira, janeiro 10, 2013 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

A gonorreia é causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae e é uma das DSTs mais comuns no mundo. Os sintomas incluem ardência ao urinar ou disúria acompanhada de febre baixa e o aparecimento de um corrimento amarelo e purulento saindo da uretra ou pode ser assintomática.

Profissionais de uma clínica no Canadá descobriram que quase 7% de seus pacientes com gonorreia tinham uma cepa da bactéria em que o uso de antibióticos era inútil. Isto sugere que a gonorreia pode se tornar uma doença não tratável, alertam os especialistas.

As cepas resistentes de gonorreia já foram reportadas em surtos no Japão e Europa, mas o estudo canadense, publicado no periódico Journal of the American Medical Association, marca a primeira vez que elas são encontradas em uma grande parte da população da América do Norte.

Os médicos identificaram 291 pacientes na clínica que tiveram seus resultados positivos para gonorreia entre maio de 2010 e abril de 2011. Os pacientes em que as cepas eram resistentes à cefalosporina – o antibiótico mais comum no tratamento da doença – foram curados por um antibiótico injetável mais potente, a ceftriaxona. Mas os especialistas dizem que essa droga tem seus limites, pois os médicos estão vendo o desenvolvimento de resistência a essa droga também.

A Neisseria gonorrhoeae é uma bactéria Gram-negativa, aeróbia, na forma de diplococos “riniformes” ou “grãos de café”, características do gênero de Neisser. Esses diplococos medem 0,6nm por 1,0nm e apresentam-se aos pares, com faces côncavas adjacentes, ou seja, voltadas entre si. Esta espécie adere nas superfícies de células epiteliais do hospedeiro, por meio de uma estrutura chamada pili que é um apêndice filamentoso de origem proteica, da superfície bacteriana. - Ministério da Saúde

Com informações da Live Science

Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).