Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

O que é iridologia

domingo, janeiro 27, 2013 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Por Thassia Teodoro (Biomedicina em Ação)

Inicialmente, gostaria de agradecer ao Brunno pelo convite em participar do Biomedicina Padrão. É sempre uma honra compartilhar e angariar o conhecimento. Recentemente, tive a oportunidade de conhecer um biomédico iridólogo, o Prof. Valdemir Bogas, e confesso que não fazia ideia do que isso se tratava. Visitei a clínica onde ele atende seus pacientes e pude ver na prática como é realizada uma consulta. Venho escrever sobre esta técnica da Medicina Chinesa, e que se considerarmos a história desta ciência-arte, é recém-chegada ao Brasil.

Pouco se houve falar, mas a verdade é que a iridologia já existe pelo menos desde a antiga Grécia. Mas o uso da palavra se deu pelo médico húngaro Ignatz Von Peczely, no século XIX. Partindo do entendimento da palavra “iridologia”, pode-se dizer que é o “estudo da íris do olho”. De um modo mais claro e explicativo, trata-se de uma forma de diagnóstico preventivo de disfunções nos órgãos. Baseia-se na presunção de que cada órgão do corpo corresponde a um ponto específico na íris. Sendo assim, se há uma disfunção em qualquer parte do corpo, é possível que se perceba através de uma análise detalhada de padrões, cores e outras características que também se apresentarão com alterações.

A ideia surgiu quando observou-se uma semelhança entre os olhos de um homem que havia partido uma perna e os olhos de um mocho a quem o médico húngaro tinha partido uma perna anos atrás. Tal semelhança tratava-se de um traço escuro, e assim o médico começou a documentar todas as semelhanças encontradas nos olhos dos seus pacientes, e compará-las com as doenças que os mesmos apresentavam.

O iridólogo utiliza “mapas da íris”, que divide a íris em zonas específicas para cada parte do corpo humano. Esta técnica, recém-chegada ao Brasil, faz parte da acupuntura, um tratamento da Medicina Chinesa utilizado há 3 mil anos.

Segundo o biomédico iridólogo Prof. Valdemir Tadei Bogas, especialista também em outras terapias da Medicina Chinesa, “a iridologia é uma técnica preventiva. Através da análise da íris do olho, você vê no cidadão o que aconteceu, o que está acontecendo, e o que ainda vai acontecer [...]”. É importante ressaltar, entretanto, que pela íris não consegue-se ver a doença. Não é possível ver, por exemplo, o diabetes, mas sim uma deficiência no pâncreas. Por isso a importância de um acompanhamento médico para verificar a causa do problema e os exames complementares para que se tenha a certeza. Em contrapartida, é possível saber, por exemplo, se há uma intoxicação, ou até mesmo traumas que interferiram no comportamento do paciente (a chamada iridologia comportamental).

A consulta com um iridólogo é bem simples. É feita uma anamnese para levantar informações a serem discutidas pelo profissional e pelo paciente. O iridólogo então examina cuidadosamente o olho do paciente com lupa e tira fotos para que ele possa mostrar ao paciente as porções da íris que apresentam alterações. Com isso, o tratamento geralmente é feito com mudanças na alimentação e com a fitoterapia. De acordo com o Prof. Valdemir, há a necessidade também da introdução da água no tratamento, e de uma alimentação relacionada ao tipo sanguíneo de cada pessoa.

E sim, o biomédico pode ser iridólogo. Na realidade, o Prof. Valdemir explica: “Qualquer cidadão comum pode fazer um curso de iridologia. Agora, uma pessoa com formação em biomedicina conhece o funcionamento do organismo, pois temos o conhecimento de anatomia, bioquímica, o que auxiliará muito no atendimento ao paciente.” Ele complementa ainda, que a formação em Biomedicina é sim uma base para ser um bom iridólogo, visto o biomédico é o profissional que mais tem conhecimento quanto a exames complementares, e é perfeito para orientar o paciente em qual médico ele deverá ir e qual exame pedir.

Fontes:
IV Congresso Brasileiro de Naturopatia e Iridologia. Disponível em: http://congressodenaturopatia.com.br/o-que-e-iridologia.html. Iridologia. Disponível em: http://brazil.skepdic.com/iridologia.html

Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).