Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

O que é o Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS)

quarta-feira, fevereiro 27, 2013 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Você já se perguntou para onde vai todo o lixo gerado por hospitais, clínicas, laboratórios, etc? Com certeza esse lixo não pode ir para o mesmo destino que o lixo comum, devido ao seu alto potencial contaminante.

Para isso existe o Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS). Então, confira agora quais são as medidas necessárias para o descarte adequado desse material.

O PGRSS é um conjunto de procedimentos de gestão que visam o correto gerenciamento dos resíduos produzidos em estabelecimentos de saúde.

Contempla os aspectos referentes à geração, segregação, acondicionamento, coleta interna, armazenamento, transporte, tratamento e destinação final, bem como os aspectos relativos à proteção à saúde pública e segurança ocupacional do pessoal envolvido nas etapas do gerenciamento de resíduos.

Baseia-se na resolução da ANVISA – RDC 306 e do Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA 358.

O PGRSS é obrigatório, sendo que todo gerador de resíduos de serviços de saúde deverá elaborar o seu.

Quem são os geradores

  • Os laboratórios analíticos de produtos para saúde;
  • Os necrotérios, funerárias e serviços onde se realizam atividades de embalsamamento (tanatopraxia e somatoconservação);
  • Os serviços de medicina legal;
  • As drogarias e farmácias inclusive as de manipulação;
  • O sestabelecimentos de ensino e pesquisa na área de saúde;
  • Os centros de controle de zoonoses;
  • Os distribuidores de produtos farmacêuticos, importadores, distribuidores e produtores de materiais e controles para diagnóstico in vitro;
  • As unidades móveis de atendimento à saúde;
  • Os serviços de acupuntura;
  • Os serviços de tatuagem, dentre outros similares.

Classificação dos resíduos

  • Grupo A - resíduos com a possível presença de agentes biológicos que, por suas características, podem apresentar risco de infecção;
  • Grupo B - resíduos químicos;
  • Grupo C - rejeitos radioativos;
  • Grupo D - resíduos comuns;
  • Grupo E - materiais perfurocortantes

Tratamento dos resíduos

Desinfecção para tratamento dos resíduos do grupo A - As tecnologias de desinfecção mais conhecidas são a autoclavagem, o uso do micro-ondas e a incineração. Estas tecnologias alternativas de tratamento de resíduos de serviços de saúde permitem um encaminhamento dos resíduos tratados para o circuito normal de resíduos sólidos urbanos (RSU), sem qualquer risco para a saúde pública.

A    descontaminação  com  utilização  de  vapor  em  altas  temperaturas (autoclavagem) -  É  um  tratamento  que  consiste  em  manter  o  material contaminado em contato com vapor de água, a uma temperatura elevada, durante  período  de  tempo  suficiente  para  destruir  potenciais  agentes patogênicos ou reduzi-los a um nível que não constitua risco.

Tratamento  térmico  por  incineração -  É  um  processo  de  tratamento  de resíduos sólidos que se define como a reação química em que os materiais orgânicos combustíveis são gaseificados, num período de tempo prefixado. O  processo  se  dá  pela  oxidação  dos  resíduos  com  a  ajuda  do  oxigênio contido no ar.

PASSO A PASSO: COMO ELABORAR E IMPLEMENTAR O PGRSS (download)

Informações da ANVISA

Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).