Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

O que é galactomanana e qual a importância de sua detecção

quarta-feira, junho 04, 2014 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

A galactomanana é um polissacarídeo da parede celular de fungos de um gênero de grande importância médica, o Aspergillus spp.

Sua detecção serve como marcador diagnóstico de Aspergilose Invasiva, uma das formas de manifestação clínica da infecção, caracterizada por isolamento fúngico associado a evidências radiológicas ou histológicas de invasão tecidual.

Quando a invasão limita-se ao pulmão tem-se a Aspergilose Pulmonar Invasiva (API); quando há invasão e disseminação pela via sanguínea para outros órgãos tem-se a Aspergilose Disseminada.

Os principais fatores de risco para o surgimento da doença são a neutropenia prolongada e o uso de corticosteroides, ou seja, indivíduos imunodeprimidos têm maior risco. Pacientes hematológicos em tratamento quimioterápico e pacientes transplantados de medula óssea são os mais acometidos pelo microrganismo.


Aspergillus flavus. Imagem por Alena Kubátová


Aspergillus fumigatus. Foto por Atlas Micologia do Grupo de Estudo de Micologia Médica do Serviço de Patologia Clínica, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra

A galactomanana é composta por uma estrutura ramificada com uma cadeia linear de α-manana e cadeias curtas de β(1,5) galactofuranose. Esse antígeno é liberado na circulação sanguínea durante o crescimento das hifas nos tecidos, podendo ser encontrada em diferentes tipos de amostras, como líquor, urina e lavado broncoalveolar.

As metodologias de detecção disponíveis são a aglutinação em látex, radioimunoensaio e o ELISA. Dentre estas, a técnica de ELISA sanduíche é a mais sensível, detectando baixas concentrações de galactomanana nas amostras.

A galactomanana é importante no monitoramento do paciente, podendo antecipar o diagnóstico de aspergilose invasiva de 6 até 14 dias, caso haja neutropenia. O teste deve ser realizado pelo menos duas vezes por semana, e o diagnóstico é confirmado caso ocorra positividade em pelo menos duas amostras consecutivas.

Referências
- SALES, Maria da Penha Uchoa. Capítulo 5 - Aspergilose: do diagnóstico ao tratamento. J. bras. pneumol.,  São Paulo ,  v. 35, n. 12, Dec.  2009.
- XAVIER, Melissa Orzechowisc. Aplicações e limitações de método de detecção do antígeno galactomanana para o diagnóstico de aspergilose. 2008. Tese (Doutorado em Ciências Pneumológicas)- Programa de pós-graduação em Ciências Pneumológicas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).