Os 5 piores helmintos do mundo

Por Brunno Câmara - quarta-feira, agosto 06, 2014


Curta nossa página ↓

Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Espécies de helmintos vêm nos acompanhando por milhões de anos. Apesar dos avanços em saneamento, infecções por esses parasitas ainda têm grande impacto na saúde pública, especialmente em regiões menos desenvolvidas.

Os helmintos a seguir são responsáveis por algumas das doenças mais prejudiciais no mundo e causam um impacto global que ultrapassa infecções mais conhecidas como malária e tuberculose.

Taenia solium

Taenia solium. Imagem: David Scharf/Science Source

Necator americanus

Necator americanus. Imagem: David Scharf/Science Source


Leia mais: Ancilostomídeos

Schistosoma mansoni

Schistosoma mansoni. Imagem: David Scharf/Science Source


Leia mais: Schistosoma mansoni

Toxocara canis

Toxocara canis. Imagem: Eye of Science/Science Source

Ascaris lumbricoides

Ascaris lumbricoides. Imagem: Eye of Science/Science Source


Leia mais: Ascaris lumbricoides

Fonte/Source: Science.org

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior dos cursos de graduação em Biomedicina e Farmácia. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestrando no Programa de Pós-graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - UFG (IPTSP-UFG). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.

  • Compartilhar:

Artigos relacionados

0 comentários

Não temos interesse em publicar nada que nos ofenda ou ofenda outros visitantes. Só são aprovados textos que valorizem o que fazemos aqui e que podem ajudar outras pessoas, agregando valor ao conteúdo. O comentário precisa ser útil!