Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Como planejar sua carreira | Entrevista com o Biomédico Marcos Schott

segunda-feira, janeiro 19, 2015 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Marcos Schott/Acervo PessoalMarcos Schott - www.simcoach.com.br – é Biomédico com habilitação em Análises Clínicas, formado em 2009 pela Universidade Luterana do Brasil de Canoas-RS, e sócio da Clinemp - Clínica da Saúde Empresarial.

Formado em Professional and Self Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching, atua como coach desenvolvendo equipes e lideranças em empresas e comércio. Criador do curso DPCB - Direcionamento e Planejamento de Carreira para Biomédicos e NOVA Biomedicina - Empreendedorismo na Biomedicina, ofertados em diversas universidades e congressos do Brasil.

Blog: Por que escolheu a biomedicina?

Marcos: Acredito que nosso sistema de ensino, fundamental e médio, nos prepara apenas para o vestibular, ao invés de focar em coisas como criatividade, autoconhecimento e solução de problemas cotidianos. Senti isso quando me senti na obrigação de escolher um curso de ensino superior. Eram muitas opções e não sentia que me encaixava nenhuma delas. Não o suficiente para seguir uma carreira, uma vida. Foi aí que, pesquisando sobre novos cursos, encontrei a Biomedicina. Naquela época a Biomedicina era rotulada como a profissão do futuro. Comprei a ideia logo de cara!

Blog: O que é processo de coaching?

Marcos: Coaching é um processo de autoconhecimento que visa atingir um objetivo específico de forma rápida, coerente e mágica. É ir do ponto A ao ponto B. É, sem dúvida, a ferramenta mais utilizada no meio corporativo para desenvolvimento de líderes, equipes e empresas. Hoje considero o Coaching um estilo de vida.

Blog: De onde surgiu a ideia de unir o coaching com a biomedicina?

Marcos: Tive meu primeiro contato com o termo Coaching quando ainda estava à frente da área administrativa e comercial da Clinemp. Como minha formação em Biomedicina tinha sido extremamente técnica, voltada para atuação em bancada, sentia que deveria desenvolver outras habilidades como gerenciamento de tempo, liderança, comunicação, entre tantas outras. Ao fazer o curso de Coaching, pude perceber que eu já era um Coach a muito tempo, que minha missão devida é, e sempre havia sido, ajudar outras pessoas a se desenvolverem de acordo com seus próprios valores.

No momento que percebi isso, "larguei tudo" para trabalhar exclusivamente com Coaching e treinamentos. Minha decisão foi vista como extrema pelos que me rodeavam, ainda mais por eu estar migrando da Biomedicina, uma profissão que as pessoas ainda não compreendem muito bem, para Coaching, uma profissão ainda mais desconhecida. Comecei a atender pessoas e empresas de diversos setores e fui cada vez mais tendo excelentes resultados.

Mesmo assim muitos me perguntavam: "então tu largou da Biomedicina?" Aquilo de certa forma me incomodava, afinal eu gosto da Biomedicina. Sem falar que havia investido tempo e dinheiro na formação. Biomedicina é parte muito importante do Marcos que sou hoje. Até que um dia sonhei com o nome do curso que venho desenvolvendo em diversas universidades e congressos no Brasil, o DPCB - Direcionamento e Planejamento de Carreira para Biomédicos. Nasceu ali o casamento de Coaching e Biomedicina.

Blog: Como funciona o direcionamento e planejamento de carreira para biomédicos?

Marcos: O DPCB é um curso vivencial com várias dinâmicas de Coaching. Divido ele em dois momentos. No primeiro momento trabalhamos a construção do autoconhecimento. Nessa parte resgatamos a essência de cada um, analisamos nossos pontos fortes, de melhora, habilidades e preferências, bem como nosso perfil comportamental. Na segunda, trabalhamos em cima das oportunidades que a Biomedicina proporciona, seja com suas habilitações ou áreas de atuações.

Acredito que só podemos tomar decisões assertivas (grandes ou pequenas) depois de termos um certo nível de autoconhecimento para correlacionar com as opções que se apresentam. Estou abrindo para esse ano a modalidade DPCB individual, feito via skype e e-mails.

Blog: Qual sua visão sobre o Empreendedorismo na Biomedicina?

Marcos: Vejo o empreendedorismo como um estilo de vida. Muita gente acha que empreendedorismo é apenas abrir empresas. Eu acredito que empreender é encontrar soluções para questões cotidianas. Vejo que muitos dos biomédicos bem sucedidos que tenho a honra de conhecer pelo Brasil, de alguma forma tiveram que empreender. Muitas vezes o simples fato de escolher outra área além das análises clínicas, já é um ato de empreendedorismo.

Empreendedorismo está diretamente relacionado com criatividade, com o pensar diferente. Pensando em despertar isso na galera da Biomedicina, criei o NOVA Biomedicina, uma oficina de empreendedorismo para biomédicos. Neste curso abordamos a importância de se pensar fora da caixa, cases de biomédicos de sucesso e instigamos os alunos a desenvolverem seu próprio case!

Blog: Como você avalia o mercado de trabalho para o biomédico no Brasil?

Marcos: Avalio o mercado de trabalho como excelente e péssimo, ao mesmo tempo. O mercado é excelente para quem se conhece, sabe aonde quer chegar no futuro, encara sua missão de vida com responsabilidade, compreende suas habilidades e pontos forte, melhora os pontos deficientes, traça um plano de ação e o executa, faça chuva ou faça sol.

Agora, aquele que não sabe quem é, que não consegue ver suas habilidades e muito menos seus defeitos, que escolhe coisas e oportunidades pelo que vai receber em troca e não pelo que vai dar e contribuir, aquele que assume o papel de vítima, nunca vai ver o mercado de forma favorável, para esses, o mercado é e sempre será péssimo.

Blog: Quais dicas você dá para os estudantes e recém-formados que querem se destacar na sua carreira como biomédico?

Marcos: Seguem algumas dicas que considero fundamentais:

- Conheça-te a ti mesmo. Apenas assim saberás se o caminho que estás percorrendo é o correto.

- Faça! Todas pessoas que conheço têm ideias incríveis, mas apenas poucas fazem elas se tornarem realidade!

- Faça mais do que os outro. Alguém está sempre de olho nas pessoas que fazem além do que se pede.

- Não tenha medo de errar. Errar faz parte do processo de criação de qualquer coisa, inclusive de vidas!

- Seja legal com as pessoas, o mundo dá voltas e tu só colherás coisas boas se plantares coisas boas.

- Não se contente com uma vida "meia-boca", com um emprego "meia-boca", com um relacionamento "meia-boca".

- Seja grato e confie, a vida sempre dá um jeito de trazer exatamente o que precisas!

Blog: Considerações finais.

Marcos: Sucesso profissional e pessoal não é um destino. É uma escolha diária, é um caminho, é um estilo de vida... Escolha!

Um forte abraço!

Marcos Schott | (51) 9508-6524

Agradeço ao Marcos Schott pela entrevista. Espero que tenha despertado um pensamento diferente nos estudantes e biomédicos. Vamos pensar fora da caixa!

Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).