Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Ministério da Saúde aumenta a quantidade de vagas de residências para profissionais de saúde

quarta-feira, fevereiro 11, 2015 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Profissionais de saúde terão nova oportunidade para se especializar em áreas prioritárias para o Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2015, o Ministério da Saúde autorizou a criação de 586 novas bolsas de residência para várias áreas de atuação. As novas vagas representam uma ampliação de 20% em relação ao ano passado nas bolsas disponíveis para os profissionais que estão ingressando na especialização. No total, 5.505 bolsas serão custeadas pelo Ministério da Saúde, sendo 3.461 bolsas para o primeiro ano e 2.044 para o segundo ano de residência.

Poderão pleitear bolsas os integrantes de 15 categorias profissionais da saúde: biomedicina, ciências biológicas, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina veterinária, nutrição, odontologia, psicologia, serviço social, terapia ocupacional, física médica e saúde coletiva.

As novas vagas estão presentes nas cinco regiões do país e abrangem 46 programas de residência em 12 áreas prioritárias para o SUS: Atenção Básica, Atenção ao Câncer, Saúde mental, Enfermagem Obstétrica, Física Médica, Urgência/Trauma, Neonatologia, Saúde Bucal: Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, Intensivismo, Saúde Funcional e Reabilitação, Saúde Coletiva e Atenção Clínica Especializada.

Com informações de Ministério da Saúde

Residência Multiprofissional

Para quem já ouviu falar, mas não acreditou, o biomédico pode sim fazer residência. Não é a mesma residência feita pelos médicos. Mas o que é exatamente?

A residência multiprofissional é uma pós-graduação lato sensu para todas as profissões da área da saúde (exceto medicina), com o objetivo de ensinar na prática, e teoria também, uma área específica da profissão.

O programa tem duração de dois anos, sendo a carga horária de 5.760 horas. O aluno participará de 80% da carga horária com atividades práticas e 20% com atividades teóricas e é supervisionado por um profissional que trabalha no local onde acontece a residência e um tutor, que é um docente de uma instituição de ensino superior.

Bolsa

O residente recebe uma bolsa no valor de R$ 2.976,26, cedida pelo Ministério da Saúde e da Educação. A dedicação deve ser exclusiva para o programa, não podendo o aluno trabalhar em outro local.

Como conseguir

A forma de ingresso em um programa de residência multiprofissional é através de concurso público, realizado pela instituição que está oferecendo as vagas.

Alguns dos requisitos são:

  • Diploma de graduação, no nosso caso, Biomedicina;
  • Estar inscrito no conselho, no nosso caso, CRBM;
  • Dedicação exclusiva;
  • Não ter vínculo empregatício.

No caso do biomédico, já vi várias vagas para áreas como urgência e emergência, hematologia e hemoterapia, patologia, entre outras. Mas nem sempre há vagas para biomedicina nos concursos.

Sem dúvidas é um excelente forma de crescer profissionalmente. Com essa grande quantidade de prática, você só não consegue um bom emprego depois se não quiser.

Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).