Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Tipos de luvas usadas em laboratórios

domingo, maio 03, 2015 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

TIPOS DE LUVA

Parece ser um assunto simples, mas você já parou para pensar por que utilizamos determinado tipo de luva no laboratório, como Equipamento de Proteção Individual (EPI)? Você sabe de que é feita aquela luva branquinha que utilizamos na maioria das vezes? Confira a seguir.

Luvas de látex

O látex é uma secreção esbranquiçada extraída de certos tipos de árvores. É esse material que vai dar origem às luvas descartáveis mais utilizadas nos serviços de saúde.

Uma das vantagens desse tipo de luva é seu baixo custo. Além disso, são confortáveis e oferecem uma excelente barreira de proteção individual, pois têm uma capacidade de auto-oclusão de pequenos orifícios. Porém, sabemos que qualquer sinal de rompimento de sua integridade, devemos descartá-las imediatamente.

LÁTEX

Uma das desvantagens são as reações alérgicas, desenvolvidas por algumas pessoas, causadas pelo material. Essas reações podem ser devido à hipersensibilidade tipo I (reação imediata ou anafilática), que é mediada por IgE, ou hipersensibilidade tipo IV (dermatite de contato), mediada por células.

Atualmente, podemos encontrar luvas de látex com ou sem talco; também estéreis e não estéreis.

Luvas de nitrila

Ao contrário das luvas de látex, as luvas de nitrila são produzidas a partir de borracha sintética.

Não possuem, obviamente, as proteínas do látex e oferecem excelente resistência. São também mais resistentes à perfuração do que a maioria dos outros tipos de luvas utilizados nos serviços de saúde, além de oferecer resistência a muitas substâncias químicas.

É a luva de escolha para aquelas pessoas que apresentam sensibilidade ao látex.

NITRILA NITRILA

Ao contrário de outras luvas, as luvas de nitrila têm baixa resistência à fricção, o que facilita na hora de calçá-las. Mas, pode-se acrescentar talco para deixar ainda mais fácil. São populares pelo seu alto grau de flexibilidade e resistência superior a solventes, muitos óleos e alguns ácidos.

Geralmente a luva de procedimento nitrílica é fabricada sem pó e na cor azul, porém existem fábricas que produzem na cor branca e roxa.

Qual luva escolher

Na hora da escolha, temos que considerar a proteção desejada, a qualidade da luva, material utilizado e se ela pode causar ou não reações alérgicas.

Luvas de nitrila oferecem menos agilidade do que as luvas de látex, por isso não são a melhor escolha em todas as situações.

Se você for o dono do laboratório, com certeza irá analisar o preço também. As luvas de látex são mais baratas do que as de nitrila. Essa pode ser uma das razões pelas quais utilizamos mais as de látex do que as outras.

Com informações de wiseGeek e Super EPI

Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).