Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Entrevista sobre Análises Clínicas Veterinárias com a Biomédica Cinthya Rodrigues

terça-feira, janeiro 19, 2016 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

De acordo com a resolução do conselho de biomedicina nº 154 de 2008, o profissional Biomédico está apto a executar as Análises Clínicas Veterinárias, desde que legalmente habilitado em Análises Clínicas.

Confira a entrevista a seguir.

Cinthya Rodrigues é biomédica graduada pela PUC-GO (2009) com pós-graduação pelo IPESSP. Tem experiência em diversas clínicas veterinárias. Atualmente é proprietária do Laboratório Labor Animal.

O que é um laboratório de análises clínicas voltado para animais?

Cinthya Rodrigues: É um laboratório semelhante ao que temos para humanos e visa o estudo de substâncias, coletando dados para apontar diagnósticos a respeito da saúde do animal. Essas análises ocorrem a partir de pedido de um médico veterinário e são entregues em laboratórios próprios para realização desses exames. A única diferença é que os exames são entregues no mesmo dia. Outra curiosidade é a variedade de espécimes com que trabalhamos. Convivemos com amostras de diversos animais em nosso dia a dia (cães, gatos, aves, répteis, etc.) e cada um com sua particularidade.

Que tipos de exames podem ser realizados?

Cinthya Rodrigues: Desde exames básicos a exames mais complexos. Hemograma, ALT/TGP, AST/TGO, fosfatase alcalina, ureia, creatinina, sódio, potássio, exames de urina, parasitológico de fezes, hormônios (T3, T4 e TSH), parasitológico de pele, cultura bacteriana e cultura fúngica.

Quais os exames mais comuns solicitados para animais de estimação?

São hemograma, ALT/TGP, AST/TGO, fosfatase alcalina, ureia, creatinina, exames de urina, parasitológico de fezes e parasitológico de pele.

Existem muitas diferenças das metodologias usadas em humanos?

Cinthya Rodrigues: Não. A metodologia permanece a mesma. O que muda muito é a parte do hemograma, pois nela realizamos a pesquisa de hematozoários e de inclusão viral, por isso  deve ser feita minuciosamente, para não ocorrerem falsos negativos.

Que patologias mais comuns são detectadas?

Cinthya Rodrigues: hemoparasitoses, cinomose, parvovirose, otite, insuficiência renal, doença hepática, raiva, leishmaniose, verminoses e leptospirose.

Quais profissionais trabalham nesta área? Existem muitos especialistas?

Cinthya Rodrigues: Atualmente, são poucos os profissionais, mas podem atuar os biomédicos, biólogos, bioquímicos e médicos veterinários. Hoje é um campo muito bom para biomédicos, pois somos formados em grande parte para os ensaios laboratoriais.

Especialistas em análises clínicas veterinárias são raros e disputados.

Como está o mercado pet em Goiânia e no Brasil?

Cinthya Rodrigues: O mercado pet tem crescido há alguns anos e continua em expansão. Em Goiás, os negócios envolvendo animais de estimação e produtos destinados a eles movimentam mais de 144 milhões de reais por ano. Só para ter uma ideia, o Brasil está entre os maiores mercados pet do mundo, faturando cerca de R$ 18,7 bilhões por ano, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Que características um profissional deve ter para atuar em um laboratório animal?

Cinthya Rodrigues: Ser muito minucioso, ter memória apurada, capacidade de concentração e atenção aos detalhes. Deve ter capacidade de análise, observação, síntese e exatidão. Raciocínio lógico desenvolvido. Tem que gostar de pesquisar e estudar. Sem falar na habilidade para trabalhar em equipe.

Como você avalia sua escolha em atuar nas análises laboratoriais em animais?

Cinthya Rodrigues: Creio que foi minha melhor escolha, pois me sinto realizada e atuo em conjunto com os demais profissionais da área, como médicos veterinários e empresários do ramo pet. Se não tivesse me especializado em algo diferente seria mais uma biomédica lutando por espaço nos laboratórios, afinal, laboratório para humanos existem aos milhares, porém para pequenos animais são raros.

Qual sua mensagem final para os estudantes e profissionais que estão à procura de uma especialização?

Cinthya Rodrigues: Para quem gosta de animais e de trabalhar com ensaios laboratoriais, as análises clínicas veterinárias é uma área muito boa, mas há a necessidade de uma especialização para entender melhor o mundo animal e ser um profissional de destaque. É um mercado em expansão, onde sempre surgem novas áreas de atuação. Outra vantagem é que não atendemos convênios ou, a título de comparação, o SUS (que paga um valor irrisório), ficando o valor dos exames de acordo com a lei de demanda (oferta e procura). O mercado é bom, e as escolas que oferecem esta especialização são raras; hoje existem duas em São Paulo e uma no Centro-Oeste, em Goiânia (ASGARD Educação).

Esta entrevista foi originalmente realizada para a equipe da ASGARD Educação. Agradeço ao prof. Jeff Chandler pela disponibilização da mesma aqui no blog.

Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).