Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Como manter uma boa aparência no laboratório mesmo seguindo as normas de biossegurança

sexta-feira, fevereiro 12, 2016 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Quem trabalha em laboratórios, seja ele clínico ou de pesquisa, sabe que é muito importante seguir algumas normas básicas de biossegurança, como usar luvas, jaleco, óculos, prender o cabelo, não usar adornos etc. No final, você pode se achar um ser de outro planeta, com tantos paramentos e sem os seus adornos que tanto gosta.

Por isso, com a consultoria da minha namorada, que também é biomédica, vou dar algumas dicas de como manter uma boa aparência no laboratório, mesmo seguindo as normas de biossegurança.

Lembrando que existem muitos tipos de laboratório, desde aqueles com nível de biossegurança 1 até o 4, e também os de análises de alimentos e pesquisas. Você deve avaliar quais dicas são aplicáveis e quais não são, de acordo com o material que você manipula. Vale lembrar também que se existe uma regra da diretoria ou gerência, é ela que deve prevalecer.

Sapatos

 

Alguns laboratórios oferecem os seus próprios sapatos, para que todos os seus funcionários se adequem às normas de biossegurança, mas se esse não é o seu caso, opte por modelos fechados e, de preferência, que dificulte o contato de qualquer líquido com o seu pé.

Além de garantir segurança contra ocasionais acidentes de trabalho, devem ser confortáveis. Uma dica são alguns modelos de mocassins (tem que cobrir todo o pé), além de tênis de diversos estilos.

Calça

Esse é um item bastante chato, principalmente nas cidades em que o clima é quente e com temperaturas elevadíssimas o ano todo. Muitas pessoas também não se sentem muito confortáveis, mas sempre use calças compridas. Essa é uma norma que você terá que seguir em qualquer ambiente com risco biológico, além de que estamos tratando de um ambiente de trabalho ou estágio, e manter a boa aparência e profissionalismo é fundamental.

Existem opções mais confortáveis, como algumas calças de lycra, que possibilitam que você se movimente mais livremente naquelas situações em que precisar “correr” lá no pronto socorro atrás de informações do paciente, por exemplo. Mas lembre-se de não usar aquelas que marcam muito o corpo ou que possam ficar transparentes.

 

Blusa/Camiseta

Alguns locais exigem que os funcionários ou alunos (no caso de aulas práticas nas universidades) usem roupas brancas, mas independentemente da cor, utilize peças confortáveis e sem muitos decotes ou transparências.

Untitled 5

 

Se você for estagiário, cuidado com camisetas da faculdade, principalmente aquelas de calouradas, comissões de trote etc., pois usá-la no seu local de estágio pode pegar mal. Imagine se você for coletar o sangue de algum paciente e ele vir a sua camiseta cheia de fotos de bebidas e festas. Você não iria passar muita confiança a ele.

Além disso, o estágio é uma ótima oportunidade para um possível emprego depois que você se formar, então manter uma boa aparência e profissionalismo nesses locais é fundamental.

Cabelos

As mulheres devem usar os cabelos bem presos e alguns lugares exigem que se use touca. Faça rabinhos de cavalo ou coques e não deixe mechas soltas. Se você tem franja grande, prenda com algumas presilhas. Confirme se o seu cabelo está bem preso e não tem o risco de soltar quando você estiver trabalhando, para que ele não passe em nada contaminado, como uma amostra da parasitologia, por exemplo rsrsrs.

Geralmente, homens não têm problema com isso, mas se você tem o cabelo grande também deve prendê-lo.

  

Óculos

Os óculos de segurança podem não ser tão bonitos, mas são indispensáveis para a sua segurança. Mantenha-os limpos e utilize sempre.

Maquiagem

Quem é estudante sabe que não é fácil emendar aquela semana de provas com o estágio e às vezes até o TCC. As olheiras “dão oi” mesmo. Então, use corretivos adequados para o seu tom de pele e use bases com o toque mais suave para o rosto. Além disso, as meninas podem usar um pouco de rímel e um batom mais claro, procurando sempre parecer o mais natural possível e não exagerar. O importante é estar bonita para manter a autoestima lá em cima, uma boa aparência, e vai que você encontra o amor da sua vida no seu trabalho/estágio.

 

Brincos, pulseiras, anéis e acessórios em geral

Evite usar relógios e deixe pra usar aquela sua life da vivara maravilhosa e cheia de berloques, no fim de semana ou quando sair do trabalho. Anéis e alianças também devem ser evitados, uma vez que fica aquela mancha amarela na luva e dependendo do estilo, pode até acabar perfurando-a. Imagina você na sessão de micro e um furinho na luva, que bela porta de entrada para inúmeros tipos de micro-organismos. Sem falar na sujeira que fica acumulada debaixo do anel.

Alguns locais não permitem o uso de brincos, e o ideal é não usar mesmo, mas se você está indo para uma aula de histologia só pra ver lâminas ou trabalha em um laboratório em funções administrativas, use brincos pequenos e mais discretos. Opte por aqueles que fiquem o mais preso possível, não tendo risco de cair na sua bancada ou em alguma amostra.

Unhas

Mantenha as unhas sempre limpas e cortadas. Unhas grandes, além de acumular micro-organismos, podem perfurar a sua luva. Se você for usar esmalte, prefira as cores mais discretas e claras.

Dá muita raiva quando você vai na manicure e tem que usar luva depois, né? Então, uma dica pra não estragar tão rápido o seu esmalte, é virar a luva para que o talco fique do lado de fora (certifique-se que isso não vai atrapalhar algum procedimento que você vai realizar), ou usar aquelas sem talco, isso faz com que a sua cutícula não resseque tanto e seu esmalte não vai mais descascar tão fácil.

Nunca deixe de usar luvas em qualquer procedimento que você for realizar. Outro fato importante é sempre ter um creme hidratante para as mãos no seu armário ou bolsa, para que depois de um exaustivo dia de trabalho, você lave bem as suas mãos e as deixe hidratadas e com um cheirinho gostoso.

Jaleco

É um dos itens mais importantes e indispensáveis quando se trata de biossegurança. Lave seu jaleco todos os dias que você utilizá-lo (veja aqui como), se possível, e deixe sempre branquinho (lembrando de nunca colocá-lo na máquina com outras roupas), além de sempre dar uma passadinha, para que você não chegue no laboratório com o jaleco todo amassado.

 

O ideal é que ele esteja identificado com o seu nome e profissão, para evitar que outra pessoa pegue por engano, e que também tenha elástico no punho, te dando ainda mais segurança. Procure não usar aqueles de tecido muito fino ou com detalhes de buraquinhos.

Para as meninas que gostam, tem muitos com florzinhas ou bordados bonitinhos também.

Outras dicas

Seja sempre uma pessoa educada, humilde e profissional. Trate a todos com muito respeito e cordialidade, principalmente os pacientes com quem você tiver algum contato direto (isso vale também para os animais em laboratórios de pesquisa), isso vale também para todos os seus colegas de trabalho, desde a moça da limpeza até o médico que for tirar alguma dúvida sobre um exame.

Boa educação e simpatia cabem em qualquer lugar, e um ambiente profissional também é uma ótima oportunidade para criar novos laços profissionais e de amizade.

Esteja sempre bem consigo mesmo e preocupe-se com o seu bem estar, coisas que às vezes por conta da rotina muito tumultuada e muito trabalho para fazer, acabamos esquecendo de cuidar de nós mesmos.

Procure lavar bem as mãos sempre que possível, alimente-se bem e nos horários corretos, tome bastante água, não trabalhe com a postura incorreta, preocupe-se sempre com a sua segurança e use roupas confortáveis.

O seu bem-estar físico e psicológico vai refletir diretamente no seu trabalho e na impressão profissional que você vai passar as pessoas.

Agradeço à minha namorada, Carolina Nobre, pelas dicas.

Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).