Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Trypanosoma brucei gambiense

segunda-feira, maio 02, 2016 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Existem dois tipos de tripanossomíases Africanas, também chamada de doença do sono; cada uma nomeada a partir da região da África em que foi historicamente encontrada. A tripanossomíase do Leste Africano é causada pelo protozoário Trypanosoma brucei rhodesiense.

A imagem acima é do protozoário Trypanosoma brucei gambiense, responsável pela tripanossomíase do Oeste Africano. A transmissão ocorre quando o indivíduo é picado pela Mosca tsé-tsé.

O curso clínico da tripanossomíase Africana tem dois estágios. No primeiro, o parasita é encontrado no sangue periférico, mas não invadiu ainda o sistema nervoso central. Assim que o protozoário atravessa a barreira hematoencefálica e infecta o SNC, a doença entra no segundo estágio.

A doença tem velocidade de progressão diferente, dependendo a subespécie que está causando a infecção. Porém, se não tratada, ambas as formas levam ao coma e morte.

Com informações de CDC.

Imagem: Laboratory of Molecular Parasitology and Center for Microscopy and Molecular Imaging, Université Libre de Bruxelles, Belgium (Daniel Monteyne, Etienne Pays and David Pérez-Morga).
Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).