Tecido muscular e contração

Por Brunno Câmara - segunda-feira, maio 06, 2019


O tecido muscular é um dos quatro tipos de tecidos primários do corpo humano, existindo três tipos desse tipo de tecido:

  • Músculo esquelético;
  • Músculo liso;
  • Músculo cardíaco.




Eles têm algumas propriedades em comum: todos possuem excitabilidade, visto que suas membranas plasmáticas podem mudar seu estado elétrico (de polarizado para despolarizado) e enviar uma onda elétrica chamada de potencial de ação por todo o comprimento da membrana.

O músculo esquelético depende da sinalização do sistema nervoso para funcionar adequadamente. Já os músculos liso e cardíaco podem responder também a outros estímulos como hormônios e estímulos locais.

Contração

A contração (encurtamento) começa quando uma proteína chamada actina é puxada por uma proteína chamada miosina.

Isso ocorre no músculo estriado (esquelético e cardíaco) após a exposição de sítios de ligação específicos na actina ficarem expostos em resposta à interação entre os íons de cálcio e proteínas (troponina e tropomiosina) que protegem esses sítios de ligação da actina.

 O cálcio é necessário para a contração do músculo liso, apesar de ter um papel diferente: aqui, o cálcio ativa enzimas que, por sua vez, ativam a miosina.

Todos os músculos precisam de adenosina trifosfato (ATP) para continuar o processo de contração, e todos relaxam quando o cálcio é removido e os sítios de ligação da actina são protegidos novamente.

Um músculo pode retornar ao seu comprimento original quando relaxado graças a uma propriedade chamada elasticidade.


Fibras

Diferenças entre os três tipos de músculos incluem a organização microscópica de suas proteínas contráteis: actina e miosina.

Elas são organizadas de forma regular no citoplasma de células musculares individuais (chamadas de fibras) nos músculos esquelético e cardíaco, o que cria padrões chamados estriações.

  • Músculo esquelético - as fibras são multinucleadas;
  • Músculo cardíaco - cada fibra tem um ou dois núcleos e são fisicamente e eletricamente conectadas umas às outras para que o coração contraia como uma unidade;
  • Músculo liso - as fibras possuem apenas um núcleo, e seu citoplasma uma aparência uniforme e não estriada.

Referência

OpenStax College, Anatomy & Physiology. OpenStax College. 25 April 2013.

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.
| @brunnocamara | LinkedIn | Lattes |


Artigos relacionados