Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Entrevista com o biomédico acupunturista, Flávio Barbosa

quinta-feira, outubro 10, 2013 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

 
Blog: Quando e por que você decidiu que queria habilitar-se em acupuntura?
Flávio:
Eu decidi na metade do Curso de Biomedicina. Tinha dúvida entre outras 2 áreas de habilitação: Genética e Reprodução Assistida. Em Genética, tive a oportunidade de estagiar durante alguns meses no laboratório de genética forense da UFAL, apesar de gostar da experiência, decidi partir para outra área.
Reprodução Assistida é super legal também, porém o custo de investimento, pelo que eu havia pesquisado na época, era alto, e para que eu fizesse algo nessa área teria que me deslocar para São Paulo - SP e, para mim, não havia como. Então abriram as inscrições para uma pós de acupuntura, fiz antes um curso online sobre o tema e fui conhecer o ambulatório de prática e me tratar como paciente, vi os inúmeros benefícios da técnica e me apaixonei!
 
Blog: Quais são as vantagens e desvantagens dessa área?
Flávio:
As vantagens eu poderia citar: a autonomia (sou meu próprio chefe e dito meus horários de trabalho), um maior contato com o paciente (para quem gosta é maravilhoso, acompanhar um paciente, e a evolução do quadro positivamente não tem preço!) e os desafios que são constantes (cada caso é um caso, o verdadeiro acupunturista é aquele que visa o melhor tratamento de forma holística).
A única desvantagem são alguns planos de saúde que, infelizmente, não aceitam o credenciamento de profissionais não médicos, o que torna mais difícil nossa atuação, até por que muitos pacientes já pagam muito caro por seus planos e infelizmente não querem gastar mais por fora, mesmo que seja para melhorar a sua saúde e a sua qualidade de vida. Outro ponto negativo é que caso o Biomédico não sabia fazer um bom marketing pessoal, ele demorará mais para obter uma clientela.
 
Blog: O que um biomédico pode fazer efetivamente na acupuntura?
Flávio:
O Biomédico com habilitação em Acupuntura pode lecionar na área de acupuntura, participar de pesquisas científicas na área (sem habilitação, ele também pode pesquisar, porém será complicado fazer uma pesquisa sem o conhecimento teórico-científico acerca da técnica), fazer o diagnóstico fisiológico energético do paciente (pois é isso que tratamentos na acupuntura, distúrbios energéticos) e participar do seu tratamento com técnicas da acupuntura e algumas outras da Medicina Tradicional Chinesa (Ex.: Ventosaterapia, Auriculoterapia/Auriculoacupuntura, Moxabustão, etc).
 
 
Blog: Como você avalia o mercado de trabalho para os biomédicos nessa habilitação?
Flávio:
Muito bom
. Depende apenas da sua capacidade em atender bem um paciente, de uma maneira ética, responsável e acima de tudo competente, ele chegará a você com os mais diversos tipos de problemas e o profissional deve ser verdadeiro a todos os instantes.
Nós temos alguns diferenciais em relação a outros profissionais de nível superior que também atuam com acupuntura, devido ao nosso foco científico e conhecimento de patologias. Esse conhecimento é importante para que possamos fazer o "gancho" entre a Medicina Ocidental e Oriental. Gosto sempre de reproduzir uma estatística do nosso CFBM: 70% dos profissionais estão habilitados em Análises Clínicas e Hematologia, ou seja, ainda existe muita coisa para se fazer e ter sucesso, sem ter que competir com tantos outros biomédicos, e mesmo assim, digo mais, não tenha medo da competição. Dê o seu melhor e saiba das suas capacidades!
 
Blog: Na maioria das habilitações, o biomédico fica atrás de uma bancada. Como é ter um consultório e atender seus pacientes?
Flávio:
Como falei anteriormente, para quem gosta é maravilhoso. Conheço muitos amigos biomédicos que não se veem trabalhando diretamente com o público, não gostam, gostam de ficar atrás da bancada. Não os jugo, cada um deve fazer aquilo que ama e que gosta. Nesse quesito a Acupuntura leva vantagem por você ver a evolução do paciente de perto. Na bancada, fazemos um bem maravilhoso, detectando e confirmando diagnósticos, porém o biomédico não tem contato com o paciente.
 
Na acupuntura temos contato e observamos sua melhora. Casos de pacientes com dificuldades motoras, decorrentes de problemas neurológicos, conseguindo se reabilitar, ou, ao menos, conseguindo uma melhor qualidade de vida. Pessoas que estão conseguindo voltar a trabalhar, por que não sentem mais dores, pessoas com problemas psíquicos ou psicológicos que após o tratamento de acupuntura conseguiram levar uma vida mais proveitosa. Isso tudo faz qualquer esforço valer a pena. É você sentir na pele, que está fazendo jus ao seu juramento como profissional da saúde, ajudando o próximo.
 
 
Blog: Você acha que o Ato Médico prejudica a atuação do biomédico, e outros profissionais, na acupuntura?
Flávio:
O Ato Médico, interpretado de uma maneira errada, sim. Já ouvi confirmação através de alguns amigos profissionais de que a Acupuntura foi excluída do Ato Médico e o nosso próprio conselho já nos deixou muito tranquilo acerca do assunto (link), afirmando que a Acupuntura é livre.
Outra coisa legal que gostaria de divulgar é que o Senador de São Paulo, Eduardo Suplicy, está tentando regulamentar a prática da acupuntura (link), e nessa regulamentação, estamos sim, como qualquer outro profissional da saúde com título de especialista na área chancelado pelo MEC, aptos a exercer a  a acupuntura.
 
Blog: Quais são suas dicas para quem quer seguir na área da acupuntura?
Flávio:
Tenha foco, paciência, determinação, olhar clínico e aguçado, disciplina nos estudos, e queira ajudar o próximo, que você vai longe! Pesquise qual a melhor pós, com a melhor carga horária (muito importante salientar que a acupuntura precisa de mais conhecimento prático que outras áreas, aconselho no mínimo que você se especialize em instituições que lhe forneçam 700h práticas de curso), instituições que tenham um bom e experiente corpo docente, veja a instituição te da possibilidades de caso se interesse obter conhecimento no exterior, pesquise bastante antes sobre a acupuntura, existem diversos tipos, desde os mais inovadores, aos mais antigos, então escolha o seu e tenha fé no conhecimento que você adquiriu durante a sua graduação e especialização.
 
Agradeço ao Flávio Barbosa, pelo tempo dedicado na entrevista e desejo muito mais sucesso em sua carreira!

Flávio Barbosa Pacheco Junior

- Biomédico pela Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde do Centro Universitário CESMAC com parte de sua Graduação na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO;
- Terapeuta Ortomolecular pela UNIFISIO-MG;
- Auriculoacupunturista  e Especialista em Acupuntura Tradicional Chinesa pelo Instituto Superior de Ciências da - Saúde INCISA|Instituto Mineiro de Acupuntura e Massagens IMAM;
- Mestrando em Gestão em Saúde pela Universidade Lusófona de Lisboa – Portugal;
- Assessor da Coordenação e Docente da Pós Graduação em Saúde Estética da Faculdade Integrada Tiradentes - FITS em Maceió-AL;
- Sócio - Diretor da Empresa: Corpore Sano – Estética Especializada & Terapias Complementares;
- Sócio - Diretor da Empresa: Shen - Clínica de Acupuntura;
- Biomédico Responsável pela Setor de Acupuntura da FisioClinic de Maceió-AL;
- Membro da Associação Brasileira de Medicina Complementar | ABMC;
- Membro Sócio Fundador da Sociedade Biomédica de Acupuntura | SBIOMAC;
- Membro Fundador da Sociedade Alagoana de Biomedicina;
- Vencedor do Prêmio Biomedicina Padrão na categoria "Melhor Projeto em Prol da Biomedicina" em 2012 com a sua Palestra Show : Biomedicina Tornando-se um Profissional do Futuro;
- Isso tudo com apenas 24 anos.
Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).