Análise das vagas para Biomédico em concursos públicos no Brasil (2014-2016)

sexta-feira, dezembro 30, 2016 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Análise das vagas para Biomédico em concursos públicos no Brasil (2014-2016)

Desde que comecei o blog, a divulgação de vagas de emprego para biomédicos era um dos meus objetivos.

Após vários anos, o blog acumulou muitas informações interessantes, por isso resolvi fazer uma análise das vagas de emprego para biomédico em concursos públicos (municipais, estaduais e federais) que foram divulgadas aqui, e apresentar a vocês um panorama de como está o salário e carga horária do biomédico em nosso país.

Para isso, consultei os posts em que divulguei as vagas em concursos, no período de janeiro de 2014 a dezembro de 2016, tabulando os dados em planilha eletrônica.

Confira a seguir o resultado.

Quantidade de vagas

Entre janeiro de 2014 e dezembro de 2016, foram anunciadas no blog, 1.284 vagas para biomédicos em concursos públicos em todas as regiões do Brasil, em diversas áreas da biomedicina. A média anual foi de 642 vagas.

No gráfico a seguir você confere a quantidade de vagas por área. As duas áreas com mais vagas ofertadas foram a Perícia Criminal e as Análises Clínicas.

Áreas

Os editais com mais vagas abertas foram para a área de perícia criminal. Na região Sudeste foram ofertadas 447 vagas e na região Centro-Oeste, 250 vagas. Todos em nível estadual. Vale ressaltar que, apesar de as vagas na perícia criminal não serem exclusivas do biomédico, o mesmo pôde concorrer a todas.

Em Análises Clínicas, dois editais foram os que mais ofereceram vagas: um na região Centro-Oeste, com 60 vagas; outro na região Norte, com 169 vagas.

As regiões Sudeste e Centro-Oeste concentraram 67,6% da quantidade de vagas no país.

Vagas por Região

Os órgãos estaduais foram os que mais publicaram editais com vagas para biomédicos no período, correspondendo a 87,4%.

Tipo de concurso

Remuneração e carga horária

A média salarial nacional para o biomédico foi de R$ 3.863,62, sem levar em consideração a carga horária semanal.

A menor remuneração foi de R$ 1.459,49, em um concurso na região Nordeste que ofertou 12 vagas em Análises Clínicas por 24 horas semanais. A maior remuneração foi de R$ 8.600,00 por 40 horas semanais, num concurso da região Centro-Oeste que ofereceu 5 vagas para Perfusionistas.

No gráfico abaixo você confere a média salarial de acordo com a região. Apesar de o Sul ofertar menos vagas, foi a região com a maior média de remuneração. As regiões Norte e Nordeste ficaram com as menores médias salariais para o biomédico.

Média salarial

No gráfico abaixo você pode observar a média, os menores e maiores salários de acordo com as esferas municipal, estadual e federal.

Percebe-se que os concursos municipais geralmente ofertam vagas para biomédicos com uma remuneração menor. Na esfera estadual, os concursos apresentam uma grande variação salarial. Já nos federais, as remunerações não variam tanto como nas outras esferas e a média é a maior das três.

Salário por Esfera

A maior remuneração no Brasil, em relação à carga horária, foi de R$ 5.922,04 para apenas 20 horas semanais em um concurso estadual da região Norte. Já um concurso municipal da região Centro-Oeste, ficou com a menor remuneração em relação à carga horária, oferecendo apenas R$ 1.706,57 por 40 horas semanais.

Como pode ser visto no gráfico abaixo, a carga horária semanal mais frequente foi a de 40 horas, correspondendo a 65% de todos os editais.

Carga horária

Conclusão

Podemos perceber que a média salarial das vagas para biomédicos em concursos públicos é maior que na rede privada, e que existe diferença se o concurso é federal, estadual ou municipal.

Vale lembrar que esses salários são iniciais, e que muitas instituições/órgãos de saúde possuem plano de carreira e pagam pela insalubridade, o que aumenta mais a remuneração do profissional.

Outro ponto importante é o nível de formação do biomédico. Em muitos casos, quem tem doutorado, por exemplo, irá receber mais do que um biomédico com mestrado.

Brunno Câmara Biomédico

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596. Mestrando no Programa de Pós-graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (Virologia) do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - UFG (IPTSP-UFG). Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).