Velocidade de hemossedimentação (VHS) - Técnicas

Por Brunno Câmara - terça-feira, fevereiro 15, 2011


Curta nossa página ↓

Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

j0409022

Método de Wintrobe-Landsberg

Utiliza-se um tubo de diâmetro interno constante e com uma escala graduada em milímetros (Tubo de Wintroble). O tubo é preenchido convenientemente com  sangue oxalatado* até a marca zero e deixado em posição vertical por 1 hora, após o que, lê-se  diretamente na escala descendente do tubo, a distância percorrida pelos eritrócitos.
*sangue colhido com anticoagulante, não necessariamente, o oxalato

Método de Westergren

Neste método emprega-se a pipeta de Westergren, graduada de 0  a 200 mm, que é preenchida com sangue oxalatado* até a marca zero. A pipeta é fixada na posição vertical em um suporte próprio e a leitura da VHS é feita na 1ª. e na 2ª. Hora. 
*sangue colhido com anticoagulante, não necessariamente, o oxalato 

Também podemos, para este mesmo método, utilizar sangue venoso   colhido em citrato de sódio, na proporção de 4 partes de sangue para 1 parte de anti-coagulante.

Citrato de sódio ou citrato bi-hidratado (Na3CH5O7.2H2O).....................  32,8 g 
H20 destilada q.s.p..................................................................................1.000 mL

Esterilizar a solução através filtração e não adicionar conservantes. Conservar o frasco em geladeira. Caso ocorra turvação, a solução deverá ser desprezada.

Método de Westergren, modificado

O sangue venoso é colhido em EDTA (bi ou tripotássico). A seguir, dilui-se o sangue em solução salina a 0,85%, na proporção de 4 partes de sangue para 1 parte de salina; pode-se ainda fazer a diluição  em citrato de sódio (3,8%), também na proporção de 4:1. Após a diluição do sangue, preenche-se normalmente a pipeta de Westergren.

http://www.fcf.usp.br

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior dos cursos de graduação em Biomedicina e Farmácia. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestrando no Programa de Pós-graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - UFG (IPTSP-UFG). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.

  • Compartilhar:

Artigos relacionados

0 comentários

Não temos interesse em publicar nada que nos ofenda ou ofenda outros visitantes. Só são aprovados textos que valorizem o que fazemos aqui e que podem ajudar outras pessoas, agregando valor ao conteúdo. O comentário precisa ser útil!