Como fazer e calcular diluições

Por Brunno Câmara - terça-feira, abril 28, 2015


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits


Diluição
 
Uma solução diluída contém soluto (ou alíquota) e um solvente (chamado diluente). Esses dois componentes proporcionalmente combinados criam a diluição.
 
Você pode identificar uma diluição de solução pela quantidade de soluto no volume total, expresso como uma proporção. Por exemplo, uma substância química pode ser preparada em uma diluição de álcool de 1/10 (1:10), indicando que um frasco de 10mL contém 1mL da substância (soluto) e 9mL de álcool (diluente).
 
Vocês podem calcular o volume necessário de cada componente para preparar a diluição e calcular seu fator baseado nos volumes conhecidos das soluções.

Como preparar uma diluição

1. Escreva o volume final da solução – por exemplo, 30mL. (volume final = diluente + alíquota);
 
2. Escreva a diluição desejada na forma de proporção – por exemplo, diluição de 1/20, também conhecido como fator de diluição;
 
3. Escreva a fórmula para determinar o volume necessário da alíquota: volume final X fator da diluição:
4. Calcule o volume necessário da alíquota:
5. Para saber a quantidade de diluente, subtraia o volume da alíquota do volume total:
1
 
Então, em uma diluição de 1/20 com volume final de 30mL, você usará 1,5mL de soluto (alíquota) e 28,5mL de diluente.

Como calcular o FATOR da diluição

Exemplo: Qual o fator da diluição se você adicionar 0,1mL de uma amostra a 9,9mL de diluente?

Alíquota + Diluente = Volume Final:
 
• O fator da diluição é o volume final dividido pelo volume da alíquota:
 
 ou seja

Espero que esse post tenha esclarecido algumas dúvidas, pois quem for trabalhar/estagiar em laboratório tem que saber fazer esses cálculos.

Referências
Edwards, R. eHow. How to Calculate Dilution Solutions.
Fankhauser, D. B. Dilutions: Principles and Applications. University of Cincinnati Clermont College, Batavia.

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior dos cursos de graduação em Biomedicina e Farmácia. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestrando no Programa de Pós-graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - UFG (IPTSP-UFG). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.

  • Compartilhar:

Artigos relacionados

6 comentários

  1. Gostei, muito claro e de fácil compreensão.

    ResponderExcluir
  2. Então, digamos que numa amostra final de água com volume de 50ml, sendo 45 da amostra da água e 5 ml de HNO3, meu fator será: 50/5? R:10

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, o fator da diluição foi de 1:10.

      Excluir
  3. Obrigada, meu professor. Me ajudou muito. Continue com seu trabalho

    ResponderExcluir

Não temos interesse em publicar nada que nos ofenda ou ofenda outros visitantes. Só são aprovados textos que valorizem o que fazemos aqui e que podem ajudar outras pessoas, agregando valor ao conteúdo. O comentário precisa ser útil!