Três pessoas morreram após exame de ressonância magnética

Por Brunno Câmara - terça-feira, janeiro 29, 2013



📚🔬 Apostilas e Livro Digitais

Utilize nossas apostilas digitais como material complementar aos seus estudos - hematologia, uroanálise, parasitologia e líquor.

Vai estudar para um processo seletivo de concurso público ou residência multiprofissional? - Conheça nosso livro de questões comentadas


Três pessoas morreram com parada cardíaca depois de tomar contraste para fazer ressonância magnética cerebral, em um hospital particular de Campinas, no interior de São Paulo.

A mulher e os dois homens que morreram tomaram o contraste injetável sem iodo e tiveram parada cardíaca entre 30 minutos e uma hora depois de passarem pelo exame.

A secretaria de Saúde de Campinas interditou o setor de exames do hospital por tempo indeterminado e está analisando a morte dos pacientes para confirmar se houve mesmo a reação ao contrastes.

"Tem descrição de que ele pode causar náuseas, vômitos, náuseas e morte, que foi o que aconteceu com alguns desses pacientes", afirma Carmino Souza, secretário municipal de Saúde.

Informações do Jornal Hoje

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.
| @biomedicinapadrao | LinkedIn | Lattes |