Falta de profissionais na Polícia Técnico-Científica de Goiás causa demora em exames de DNA

Por Brunno Câmara - domingo, dezembro 29, 2013


Curta nossa página ↓

Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits


Divulgação/OPopular

Segundo o jornal O Popular, de Goiás, quem espera um resultado de exame de DNA, realizado no Instituto de Criminalística da Polícia Técnico-Científica (PTC) de Goiás, encontra uma realidade nada animadora.

Pelo menos 250 casos estão prontos para serem analisados, mas não há pessoal suficiente para realizar as análises em menor tempo. O laboratório que atende todo o Estado conta com apenas quatro profissionais, mas só três estão trabalhando, porque uma está em licença maternidade.

O laboratório de DNA foi implantado em maio de 2010, mas já havia muito material coletado por peritos, armazenados desde 1999. Atualmente 95 exames estão em andamento, inclusive de casos de 2006 e 2007.


Divulgação/OPopular

Em entrevista ao jornal, a biomédica Rejane S. Sena Barcelos, perita criminal e superintendente da PTC, afirma que a demanda vem crescendo devido ao aumento da violência. Acrescenta ainda que as amostras, na maioria das vezes, não estão em perfeitas condições de análise, devido a vários fatores, ou não há amostras referência para comparação.

Concurso

O governo do Estado aprovou a realização de concurso para a Polícia Técnico Científica e o edital deve ser publicado até março de 2014. De acordo com Barcelos, serão oferecidas 250 vagas para peritos criminais e 150 para médicos legistas. Os aprovados serão convocados em três etapas, para tentar suprir o déficit de profissionais.

Fonte: O Popular

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior dos cursos de graduação em Biomedicina e Farmácia. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestrando no Programa de Pós-graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - UFG (IPTSP-UFG). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.

  • Compartilhar:

Artigos relacionados

0 comentários

Não temos interesse em publicar nada que nos ofenda ou ofenda outros visitantes. Só são aprovados textos que valorizem o que fazemos aqui e que podem ajudar outras pessoas, agregando valor ao conteúdo. O comentário precisa ser útil!