Pesquisadores do Reino Unido ganham autorização para editar genes em embriões humanos

Por Brunno Câmara - terça-feira, fevereiro 02, 2016


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits


A autorização é para a edição do genoma de embriões humanos, apenas para a pesquisa científica. Essa é a primeira aprovação no mundo desse tipo de pesquisa por uma autoridade regulatória nacional, a Human Fertilisation and Embryology Authority (HFEA).

A autorização foi dada para a bióloga experimental Kathy Niakan, no Instituto Francis Crick, em Londres, para usar a técnica de edição de genoma que foi o destaque da ciência em 2015, a CRISPR–Cas9.

Seu grupo de pesquisa planeja alterar genes que estão ativos nos primeiros dias depois da fertilização. Os pesquisadores irão parar os experimentos após sete dias, e os embriões serão destruídos.

As modificações genéticas poderão ajudar a desenvolver tratamentos para a infertilidade, mas não serão a base da terapia.

E você o que acha disso? Será que é um avanço para a ciência ou uma abertura para a eugenia?

Para refletir: assista ao filme Gattaca – Experiência genética – link

Com informações de Nature.com | Imagem: youtube

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior dos cursos de graduação em Biomedicina e Farmácia. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestrando no Programa de Pós-graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - UFG (IPTSP-UFG). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.

  • Compartilhar:

Artigos relacionados

0 comentários

Não temos interesse em publicar nada que nos ofenda ou ofenda outros visitantes. Só são aprovados textos que valorizem o que fazemos aqui e que podem ajudar outras pessoas, agregando valor ao conteúdo. O comentário precisa ser útil!