Como é a seleção para a residência em Diagnóstico por Imagem do Hospital Sírio-Libanês

Por Brunno Câmara - quinta-feira, janeiro 31, 2019



📚🔬 Apostilas e Livro Digitais

Utilize nossas apostilas digitais como material complementar aos seus estudos - hematologia, uroanálise, parasitologia e líquor.

Vai estudar para um processo seletivo de concurso público ou residência multiprofissional? - Conheça nosso livro de questões comentadas



Todos os anos, o Hospital Sírio-Libanês publica o edital do seu processo seletivo para o programa de residência em Diagnóstico por Imagem para Biomédicos.

Porém, toda vez que o edital é lançado, muitas pessoas vêm me procurar para saber como é o processo seletivo, pois ficam na dúvida se devem estudar apenas a parte de diagnóstico por imagem ou também as análises clínicas.
Então, conheci a Biomédica Mônica Díaz, que atualmente é residente lá, e pedi para ela algumas dicas sobre o processo seletivo.

O processo seletivo é dividido em 2 etapas.

Primeira etapa

Composta por uma prova objetiva com 75 questões de conhecimentos específicos e 25 questões de saúde coletiva. Todas de múltipla escolha.

Essa fase tem peso 5 na nota final.

"Fiz a prova duas vezes, e as questões de conhecimentos específicos são assuntos de todas as disciplinas que vemos na graduação, desde imunologia, microbiologia, patologia, fisiologia, imagem, anatomia, bioquímica, farmacologia etc.", afirma Mônica.

Segundo ela, a prova é montada com base em um banco de dados que randomiza as questões, então realmente eles abordam tudo.

Na parte de saúde coletiva, por ser uma residência custeada pelo o PROADI, que faz parte do SUS, órgão publico, como muitas residencias por ai, cai também o que vemos na faculdade, leis, conceitos, etc.

As questões não ficam disponíveis em nenhum lugar, por que a prova é realizada num computador.

Segunda etapa

São classificados para essa fase os 18 primeiros candidatos, ou seja, três vezes o número de vagas, que atualmente é seis.

A segunda etapa é composta pela prova prática (peso 4) e avaliação do currículo e entrevista (peso 1).

Segundo Mônica, "a prova prática, geralmente, são duas situações simuladas". E a cada ano a banca muda essas situações, por decisão da instituição, então não da pra dizer muito bem o que cai ou não.

Espero que tenha ajudado àqueles que irão fazer o processo seletivo. Agora já dá pra estudar tendo noção do que cai na prova.

Agradeço imensamente a Mônica, pela disposição em ajudar. Desejo muito sucesso na sua carreira!

Livro

Agora que você já sabe os conteúdos que caem na prova, pode usar meu livro para ajudar nos estudos.

Confira o livro



Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.
| @biomedicinapadrao | LinkedIn | Lattes |