Vacinas importantes para estudantes e profissionais da Biomedicina

Por Brunno Câmara - terça-feira, setembro 10, 2019


A pedido de uma leitora do blog, venho hoje falar com vocês sobre vacinação.

Ao contrário da população em geral, os estudantes e profissionais da saúde ficam mais expostos a muitos mais micro-organismos patogênicos e, com isso, estar com a carteira de vacinação em dia é essencial, se não obrigatório.
Não importa se você acabou de começar o curso, se está indo para o estágio supervisionado ou se já é formado. Estar com todas as vacinas em dia diminui muito os riscos de adquirir uma doença infecciosa prevenível por vacinação.

Profissionais de laboratório têm um risco muito maior de acidentes com amostras biológicas, mesmo utilizando os EPIs necessários. Além disso, quem trabalha na microbiologia também tem alta exposição a esses micro-organismos.

Cartão de vacinação

A primeira coisa a se fazer é checar seu cartão de vacinas para ver quais vacinas você já recebeu.

E, mesmo que você já tenha sido vacinado contra alguns micro-organismos, será necessário vacinar novamente. Como algumas doenças tiveram sua prevalência diminuída, atualmente ocorre falta de exposição ao antígeno, o que acaba levando à perda da memória imunológica.

O ideal é que você tenha recebido todas as vacinas recomendadas nos esquemas de vacinação do Ministério da Saúde, desde a infância, e que elas estejam em dia. Caso contrário, você terá que tomá-las agora.

Quais vacinas você deve ter

  • BCG;
  • Poliomielite;
  • Triviral (sarampo, rubéola e caxumba);
  • Varicela;
  • Dupla adulto (difteria e tétano) - com reforço a cada 10 anos;
  • Hepatite B;
  • Hepatite A (em áreas endêmicas);
  • Influenza (gripe) - dose anual;
  • Febre amarela.

A vacinação para Hepatite B é feita em três doses. Para confirmar se você realmente está imunizado, deve fazer a dosagem do anti-HBs. Se o resultado for < 10 UI/mL, será necessário receber mais uma dose, ou até mesmo refazer todo o esquema vacinal.

Como estamos vendo nos boletins epidemiológicos, o sarampo está com uma alta incidência no Brasil. Então, se você não tem certeza que se vacinou, vacine-se por vias das dúvidas.

Para mais detalhes, confira o calendário de vacinações da Sociedade Brasileira de Imunizações - link

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.
| @biomedicinapadrao | LinkedIn | Lattes |


Artigos relacionados