5 áreas de atuação na biomedicina para quem quer ter contato com pacientes

sexta-feira, julho 21, 2017 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Muitas pessoas me perguntam diariamente sobre como poderiam ter contato com pacientes, mesmo sendo biomédicos.

Eu, particularmente, prefiro fazer um experimento, pipetar, liberar um laudo, do que ter que lidar diretamente com pacientes (rsrsrs). Mas, esse é o meu perfil. Por isso gostei tanto da biomedicina.

Sabemos que a maioria das nossas áreas de atuação não contemplam esse contato, pois a maioria de nós ainda trabalha muito nas bancadas de laboratório.

Mas, nem tudo está perdido. Existem algumas possibilidades para quem tem esse desejo. Confira!

5- Coleta de amostras biológicas

A coleta de amostras como sangue e outros fluidos biológicos faz parte da fase pré-analítica do laboratório de análises clínicas. Essa fase é responsável por cerca de 70% dos erros laboratoriais. Então, ter um profissional de nível superior responsável por essas coletas, sua identificação e transporte, é fundamental.

Se você gosta de ter contato com os pacientes, a coleta pode ser o momento para isso. Se você trabalhar em um hospital, e coletar de pacientes internados, pode aproveitar para conhecê-los e estabelecer um sentimento de confiança, diminuindo o estresse na hora da coleta. Você pode conversar com o paciente, explicar como será o procedimento, o que fazer após a coleta etc.

“Mas Brunno, eu não estudei quatro/cinco anos para ficar somente na coleta”. Sim, eu sei. Mas se o seu desejo é ter esse contato, essa é uma das opções. Há outras abaixo.

4- Imagenologia/Diagnóstico por imagem

O diagnóstico por imagem (imagenologia) é o estudo dos órgãos e sistemas do corpo humano através das diversas modalidades de exames de imagem, dentre as quais se destacam a radiologia, mamografia, ultrassonografia, densitometria óssea, tomografia computadorizada, ressonância magnética, medicina nuclear, etc.

O Biomédico habilitado em imagenologia pode trabalhar com todas essas modalidades.

O contato com o paciente acontece em diversos momentos. Você pode realizar a administração dos meios de contraste e realizar entrevista e análise prévia do paciente. Além disso, o profissional posiciona o paciente no equipamento, explica como o procedimento irá ser realizado e tira as dúvidas que venham a surgir.

Na medicina nuclear, você pode realizar a administração dos radiofármacos seguindo os protocolos estabelecidos para cada exame e a orientação do médico nuclear, além de realizar entrevista e análise prévia do paciente.

Para saber mais sobre as atribuições do biomédico na imagenologia clique aqui.

3- Aconselhamento genético

É realizado o aconselhamento genético com  objetivo de  fornecer informações detalhadas sobre determinada condição que é ou pode ter origem genética. O atendimento é direcionado para indivíduos afetados por doenças genéticas e malformações congênitas e suas famílias e para pessoas sem histórico familiar de doença genética, mas que possuam risco aumentado de que seus descendentes apresentem alguma dessas doenças.

Um exemplo seria explicar a um casal, ambos portadores do traço falciforme, que está tentando ter filhos, quais as probabilidades de seus filhos nascerem com anemia falciforme, quais os tratamentos existentes para a doença, como será a vida de seu filho perante a sociedade etc. Geralmente os pacientes são acompanhados por uma equipe multiprofissional.

Para trabalhar com o aconselhamento genético é necessário ser geneticista. Você, enquanto biomédico, pode especializar-se nessa área.

Para saber mais sobre aconselhamento genético clique aqui.

2- Acupuntura

O biomédico acupunturista pode pode realizar o diagnóstico energético, considerando a propedêutica e etiopatogenia da Acupuntura, visando à identificação dos distúrbios dos padrões energético-orgânicos e participar do seu tratamento com técnicas da acupuntura e algumas outras da Medicina Tradicional Chinesa (Ex.: Ventosaterapia, Auriculoterapia/Auriculoacupuntura, Moxabustão, etc).

Na acupuntura você tem contato com o paciente e observa sua melhora. Casos de pacientes com dificuldades motoras, decorrentes de problemas neurológicos, conseguindo se reabilitar, ou, ao menos, conseguindo uma melhor qualidade de vida. Pessoas que estão conseguindo voltar a trabalhar, por que não sentem mais dores, pessoas com problemas psíquicos ou psicológicos que após o tratamento de acupuntura conseguiram levar uma vida mais proveitosa.

Confira a entrevista com o Biomédico Acupunturista Flávio Barbosa clicando aqui.

1- Biomedicina Estética

Creio que esta seja a área que mais atrai aqueles que querem esse contato com o paciente.

A biomedicina estética desenvolve e aplica os tratamentos para as disfunções estéticas corporais, faciais e envelhecimento fisiológico relacionados à derme e seus anexos, tecido adiposo e metabolismo.

O biomédico esteta cuida da saúde, bem-estar e beleza do paciente, relacionando os melhores recursos da saúde ao seu preciso conhecimento para o bem do paciente, por meio de tratamentos que promovem a recuperação dos tecidos e do organismo como um todo.

Para saber mais sobre a biomedicina estética clique aqui.

Brunno Câmara Biomédico

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596. Mestrando no Programa de Pós-graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - UFG (IPTSP-UFG). Coordenador do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.