Laboratórios de Referência Estadual - LACENs

Por Brunno Câmara - quarta-feira, maio 04, 2011


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits


Os LACENs fazem parte do Sistema Nacional de Laboratórios de Saúde Pública – SISLAB, de acordo com a Portaria Nº. 2.031/GM, de 23 de setembro de 2004.
Este sistema é composto de um conjunto de redes nacionais de laboratórios, organizadas em sub-redes:
  • por agravos ou programas;
  • de forma hierarquizada por grau de complexidade das atividades;
  • relacionadas à vigilância epidemiológica, vigilância ambiental em saúde, vigilância sanitária e assistência  médica.
Fazem parte deste Sistema os Laboratórios de Referência Nacional, Referência Regional, Centros Colaboradores, Laboratórios de Referência Estadual que são os LACENs nos estados, Laboratórios Municipais, Laboratórios de Fronteira e Laboratórios Locais (públicos e privados que realizam exames de interesse para a Saúde Pública.
1
Os Laboratórios de Referência Estadual são os Laboratórios Centrais de Saúde PúblicaLACENs, vinculados às Secretarias Estaduais de Saúde, com área geográfica de abrangência estadual. (Art. 12 – Port. 2.031 de 23/09/04).
Competências
I. Coordenar a rede de laboratórios públicos e privados que realizam análises de interesse em saúde pública;
II. Encaminhar ao Laboratório de Referência Regional, amostras inconclusivas para a complementação de diagnóstico e aquelas destinadas ao controle de qualidade analítica;
III. Realizar o controle de qualidade analítica da rede estadual;
IV. Realizar procedimentos laboratoriais de maior complexidade para complementação de diagnóstico;
V. Habilitar, observada a legislação específica a ser definida pelos Gestores Nacionais das Redes, os laboratórios que serão integrados à Rede Estadual, informando ao gestor nacional respectivo;
VI. Promover a capacitação de recursos humanos da Rede de Laboratórios;
VII. Disponibilizar aos gestores nacionais, as informações relativas as atividades laboratoriais realizadas por intermédio do encaminhamento de relatórios periódicos, obedecendo cronograma definido.

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.

  • Compartilhar:

Artigos relacionados

0 comentários