Temas para TCC de Biomedicina (atualizado)

Por Brunno Câmara - quinta-feira, janeiro 11, 2018


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits


TCC Biomedicina

Quem nunca desejou achar um site com esse título? Quando chega a tão temida hora de fazer o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) os estudantes chegam à aquela pergunta crucial: “– Qual será o meu tema?” Isso também aconteceu comigo. Antes de chegar ao tema definitivo, mudei três vezes.

Seria bem legal se encontrássemos alguns temas, para ficar mais fácil na hora de escolher o definitivo. Então eu proponho que vocês mandem sugestões de temas que gostariam de ver, ou gostariam de fazer, temas que descartaram, etc. Quem sabe alguém em algum lugar do Brasil veja e se interesse em escrever sobre ele(s)?!

Para ajudar a montar esse banco de temas é fácil. Basta deixar suas sugestões nos comentários do blog e sempre vou atualizar a página com os novos.

Hematologia

  1. Hemoglobinopatias;
  2. Anemia hemolítica;
  3. Anemias na infância;
  4. Hematopoiese;
  5. Regulação da hematopoiese;
  6. Relação dos índices hematimétricos diminuídos em uma população sem sintomas de anemia;
  7. Detecção do traço falciforme em doadores de sangue;
  8. Talassemia alfa;
  9. Talassemia beta;
  10. Anemia e parasitoses;
  11. A ação plaquetária na resposta imunológica e seu envolvimento em mecanismos inflamatórios crônicos;
  12. Fisiopatologia da hemostasia e coagulação – avaliação laboratorial;
  13. Novos parâmetros do hemograma automatizado;
  14. Anemia ferropriva;
  15. Sobrecarga de ferro;
  16. Anemias por insuficiência de medula óssea;
  17. Diagnóstico molecular das doenças hematológicas;
  18. Citogenética na hematologia;
  19. Bases moleculares das neoplasias hematológicas;
  20. Leucemias agudas;
  21. Leucemias crônicas;
  22. Leucemias mieloides;
  23. Leucemias linfoides;
  24. Linfoma de Hodgkin;
  25. Linfomas não Hodgkin;
  26. Policitemia vera;
  27. Mieloma múltiplo;
  28. Macroglobulinemia de Waldenstrom;
  29. Mielofibrose primária;
  30. Trombocitemia essencial;
  31. Tricoleucemia;
  32. Síndromes mielodisplásicas;
  33. Transplante de medula óssea;
  34. Defeitos da hemostasia primária;
  35. Púrpura trombocitopênica imunológica;
  36. Púrpura trombocitopênica trombótica;
  37. Avaliação da hemostasia primária;
  38. Avaliação da hemostasia secundária;
  39. Distúrbios da coagulação;
  40. Defeitos funcionais das plaquetas;
  41. Doença de Von Willebrand;
  42. Coagulação intravascular disseminada;
  43. Hemofilia A;
  44. Hemofilia B;
  45. Trombofilias hereditárias;
  46. Trombofilias adquiridas;
  47. Imunohematologia;
  48. Testes pré-transfusionais;
  49. O ciclo do sangue;
  50. Hemoterapia;
  51. Imunofenotipagem por citometria de fluxo no diagnóstico das doenças hematológicas;
  52. Hemocomponentes e hemoderivados;
  53. Reações transfusionais;
  54. Aférese transfusional e terapêutica;
  55. Alterações morfológicas nos eritrócitos;
  56. Fenotipagem eritrocitária;
  57. Pesquisa e identificação de anticorpos irregulares;
  58. Análise morfológica das Leucemias;
  59. Diagnóstico das anemias de apresentações atípicas;
  60. Diagnóstico laboratorial das trombofilias;
  61. Avanços em onco-hematologia;
  62. Alterações Encontradas no Hemograma Causadas por Leucemias;
  63. Grupos sanguíneos raros;
  64. Neoplasias Mieloproliferativas;
  65. Trombofilias na gestação;

Bioquímica

  1. A importância com acompanhamento hepático em pacientes renais crônicos;
  2. Diabetes tipo I, II e gestacional;
  3. Estudo comparativo entre métodos laboratoriais em dosagens de bilirrubinas séricas;
  4. Os marcadores bioquímicos no Infarto Agudo do Miocárdio;
  5. Hemoglobina glicada em pacientes com anemia falciforme;
  6. Insuficiência renal aguda;
  7. Insuficiência renal crônica;
  8. Dosagem de creatinina e cistatina C;
  9. Proteína C reativa;
  10. Marcadores da função renal;
  11. Marcadores da função hepática;
  12. Compostos Nitrogenados não proteicos - Ureia, Creatinina, Ácido Úrico;
  13. Lipidograma;
  14. Proteinograma;
  15. Eletrólitos;
  16. Enzimologia Hepática;
  17. Enzimologia Pancreática;
  18. Eletroforese de proteína séricas;
  19. Nefelometria e turbidimetria;
  20. As hipo e hiperglicemias;
  21. Interpretação dos testes de dosagem de glicose e tolerância à glicose;
  22. Glicosúrias e melitúrias;
  23. Lipídios plasmáticos: absorção, transporte e distribuição;
  24. Estudo das lipoproteínas;
  25. Interpretação do lipidograma;
  26. Método de investigação de proteínas em líquidos biológicos;
  27. Eletroforese: diagramas e aspectos patológicos;
  28. Estudo semiológico de cada tipo de proteína;
  29. Significado clínico-laboratorial da dosagem de enzimas;
  30. Bases fisiopatológicas;
  31. Diagnóstico enzimático;
  32. Equilíbrio Ácido-Básico - Bases fisiopatológicas;
  33. Acidoses e alcaloses;
  34. Quadros clínico-laboratoriais do desequilíbrio ácido-básico;
  35. Diagnóstico Laboratorial das Aminoacidopatias
  36. Marcadores de alteração no metabolismo de carboidratos;
  37. Marcadores de alteração no metabolismo de lipídeos e dislipidemias;
  38. Uso dos testes bioquímicos no diagnóstico, monitorização e rastreio de doenças;
  39. Testes bioquímicos executados fora do laboratório clínico: problemas analíticos e de interpretação;
  40. Alterações patológicas do metabolismo das lipoproteínas e seu tratamento;
  41. Fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares;
  42. Hipertensão arterial sistêmica;
  43. Vitaminas hidrossolúveis e coenzimas: Estrutura, fontes nutricionais e funções;
  44. Vitaminas lipossolúveis: Estrutura, fontes nutricionais e funções;
  45. Bases Moleculares, bioquímicas e celulares das doenças genéticas;
  46. Doença celíaca;
  47. Caracterização Clínica e Bioquímica das Doenças Mitocondriais;
  48. Interferências na dosagem da hemoglobina glicada;
  49. Hemoglobina Glicada (A1C) para avaliação do controle glicêmico e para o diagnóstico do diabetes;
  50. Correlação clínico laboratorial dos testes bioquímicos;

Imunologia

  1. Anticorpos anti-toxoplasma em gestantes;
  2. Fisiologia dos linfócitos nos processos infecciosos;
  3. Análise comparativa de dois Kits comerciais utilizados na investigação do Fator Reumatoide;
  4. Lúpus Eritematoso Sistêmico;
  5. Reações de hipersensibilidade tipo I;
  6. Reações de hipersensibilidade tipo II;
  7. Reações de hipersensibilidade tipo III;
  8. Reações de hipersensibilidade tipo IV;
  9. Diagnóstico e Tratamento das Alergias;
  10. O vírus da Hepatite C e a atuação do sistema imune na infecção;
  11. Controle de Qualidade em Imunologia;
  12. Principais alterações imunológicas decorrentes da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana adquirida HIV;
  13. Anemia hemolítica autoimune e aspectos transfusionais;
  14. Processamento de antígenos endógenos e apresentação a linfócitos T CD8 por moléculas MHC classe I;
  15. Processamento de antígenos exógenos e apresentação a linfócitos T CD4 por moléculas MHC classe II;
  16. Mecanismos efetores mediados pelo sistema completo;
  17. Reações sorológicas para a detecção de anticorpos;
  18. Imunoterapia;
  19. Imunologia dos transplantes;
  20. Imunologia dos tumores;
  21. Doenças autoimunes;
  22. Deficiências imunológicas;
  23. Diagnóstico sorológico das infecções;
  24. Parâmetros para validação dos métodos imunológicos;
  25. Técnicas de avaliação da imunidade celular e humoral;
  26. Diagnóstico imunológico das alergias;
  27. Diagnóstico imunológico das doenças autoimunes;
  28. Ensaios de histocompatibilidade;
  29. Diagnóstico imunológico da gravidez;
  30. Mecanismos imunológicos nos transplantes de tecidos e de órgãos;
  31. Imunodeficiências;
  32. Inflamação e Sistema complemento;
  33. Citocinas inflamatórias;
  34. Imunoprofilaxia;
  35. Regulação da resposta imune induzida por micro-organismos;
  36. Neuroimunologia;
  37. Microbioma e imunidade
  38. Exercício e imunidade;
  39. Nutrição e imunidade;
  40. Envelhecimento e sistema imune;
  41. Estresse e imunidade;
  42. Diagnóstico laboratorial das doenças autoimunes sistêmicas;
  43. Diagnóstico laboratorial das imunodeficiências primárias;

Parasitologia

  1. Participação dos receptores Toll-Like (TLR) na resposta à infecção in vitro por Leishmania brasiliensis;
  2. Parasitoses intestinais em crianças;
  3. Aspectos clínicos, epidemiológicos e laboratoriais da Leishmaniose visceral humana;
  4. Anemia e parasitoses;
  5. Doenças tropicais e negligenciadas;
  6. Trypanosoma cruzi e Doença de Chagas;
  7. Leishmania spp e Leishmanioses;
  8. Plasmodium sp. e Malária;
  9. Toxoplasma gondii e Toxoplasmose;
  10. Amebas patogênicas e oportunistas;
  11. Trichomonas vaginalis e tricomoníase;
  12. Schistosoma mansoni e Esquistossomose;
  13. Fasciola hepatica e Fasciolíase;
  14. Taenia sp. Teníases e Cisticercose humana;
  15. Hymenolepis sp. Himenolepíase;
  16. Strongyloides stercoralis e Estrongiloidíase;
  17. Ascaris lumbricoides e Ascaridíase;
  18. Ancylostoma sp., Necator americanus e Ancilostomíase;
  19. Enterobius vermicularis e Enterobíase;
  20. Trichuris trichiura e Tricuríase;
  21. Toxocara sp. e Toxocaríase;
  22. Novas metodologias no diagnóstico laboratorial das parasitoses humanas;
  23. Wuchereria bancrofti e Filariose linfática;
  24. Mecanismos de ações dos parasitas sobre o hospedeiro;
  25. Mecanismo de defesa do hospedeiro (Sistema Imunológico)
  26. Ectoparasitoses;
  27. Resposta imunológica aos parasitos;
  28. Diagnóstico de Parasitos do Sangue e dos Tecidos;
  29. Diagnóstico Molecular de Parasitos;
  30. Diagnóstico Imunológico de Parasitos;
  31. Diagnóstico de Parasitos Intestinais;
  32. Diagnóstico Laboratorial: Métodos e Técnicas para exame parasitológico de fezes;
  33. Controle de Qualidade em Parasitologia Clínica;
  34. Métodos moleculares no diagnóstico das parasitoses humanas;
  35. Diphyllobothrium latum;
  36. Amebas oportunistas de vida livre: Naegleria fowleri, Acanthamoeba sp.;
  37. Importância do saneamento básico na prevenção das parasitoses;
  38. Medicamentos utilizados para o tratamento das parasitoses;
  39. Imunoparasitologia e Diagnóstico;
  40. Genética e Bioquímica de parasitos e vetores;
  41. Eco-epidemiologia e controle de parasitos e vetores;
  42. Sistemática e Biologia de parasitos e vetores;
  43. Proteômica aplicada a Parasitologia;
  44. Diagnóstico molecular de protozoários entéricos;
  45. Filarídeos de humanos e animais;
  46. Prevalência, resistência e diversidade de Plasmodium no Brasil;
  47. Epidemiologia molecular de malária;
  48. Aspectos bioquímicos dos parasitos;
  49. Parasitos de peixe e sua importância;
  50. Estratégias no desenvolvimento de novas drogas para leishmanioses e doença de Chagas;
  51. Interação celular do Toxoplasma;
  52. Diversidade e genética de vetores;
  53. Genética e Diversidade de Fasciola;
  54. Avanços na detecção de parasitos em alimentos: da PCR a genômica;
  55. A epigenética como novo alvo contra a esquistossomose;
  56. Diversidade molecular na detecção e diferenciação dos protozoários intestinais;
  57. Relação parasito-hospedeiro invertebrado;
  58. Acanthamoeba como reservatório de micro-organismos;
  59. Paleoparasitologia;
  60. Microbioma e Parasitoses;
  61. Estratégias diagnóstica para o programa de eliminação da esquistossomose;
  62. Desenvolvimento de vacinas para parasitos;
  63. Controle de doença de Chagas nas Américas;
  64. Novas tecnologias no diagnóstico diferencial de parasitoses;
  65. Ensaios multianalíticos aplicados a parasitologia;
  66. Interação helminto-hospedeiro e exemplos da manutenção de ciclos silvestres;
  67. Modelos experimentais na parasitologia;

Microbiologia

  1. Micetoma fúngico;
  2. Prevalência de microrganismos em infecções do trato urinário;
  3. Teste de sensibilidade antimicrobiano;
  4. Incidência de Staphylococcus aureus resistente a meticilina em hospitais;
  5. Importância Epidemiológica da Meningite Bacteriana;
  6. Estudo epidemiológico e microbiológico de Infecções Urinárias;
  7. Streptococcus pyogenes - Pesquisa e informação;
  8. Paracoccidioidomicose – Uma micose sistêmica;
  9. Micoses superficiais e sistêmicas;
  10. Uso indiscriminado de antimicrobianos;
  11. Terapia empírica no tratamento de infecções bacterianas;
  12. Resistência bacteriana contra antibióticos;
  13. Sexo bacteriano;
  14. Atualização em coleta microbiológica;
  15. Hepatites virais;
  16. Dengue e marcadores sorológicos;
  17. Histoplasmose em pacientes imunocomprometidos;
  18. Novas tecnologias aplicadas ao diagnóstico de infecções fúngicas;
  19. Avanços no diagnóstico molecular das micoses endêmica;
  20. Terapia fotodinâmica a eficácia antimicrobiana contra fungos filamentosos;
  21. Genômica comparativa de bactérias patogênicas;
  22. Sinalização química entre microbiomas e bactérias patogênicas;
  23. Resistência a Polimixinas - Mecanismos de resistência cromossômica e mecanismo de resistência plasmidial;
  24. Resistência a Polimixinas - Epidemiologia no mundo e Brasil;
  25. Uso clínico de Polimixinas;
  26. Resistência a Polimixinas - Detecção laboratorial;
  27. Disseminação de genes de resistência a partir do ser humano para o meio ambiente;
  28. Disseminação de genes de resistência a partir de animais;
  29. Novas metodologias em laboratório de microbiologia clínica;
  30. Diferentes plataformas moleculares no laboratório clínico;
  31. Implantação de biologia molecular em paralelo com a Microbiologia de Rotina;
  32. MALDI-TOF: aplicações além da identificação e detecção da resistência;
  33. Sequenciamento de última geração e o impacto nas práticas em Microbiologia Clínica;
  34. A implantação da análise de microbioma intestinal em laboratório de análises clínicas;
  35. Analise do microbioma pulmonar na Fibrose Cística;
  36. Biofilme, formação de persisters e infecções recalcitrantes;
  37. Bactérias e fungos como agentes produtores de enzimas de uso terapêutico e cosmético;
  38. Biofármaco antileucêmico L-asparaginase;
  39. Enzimas e metabólitos microbianos de importância terapêutica;
  40. Enzimas fibrinolíticas microbianas;
  41. Lectinas e metabólitos secundários;
  42. Produção de biocombustíveis e bioprodutos a partir de microalgas;
  43. Biodiversidade de leveduras com potencial biotecnológico;
  44. Vírus Zika em área endêmica para arboviroses;
  45. Aplicação da análise metagenômica e sequenciamento de próxima geração para detecção, caracterização e análise evolutiva de arbovírus e virus zoonóticos;
  46. Identificação dos agentes etiológicos virais em meningites assépticas;
  47. Influenza virus:características gerais, aspectos evolutivos, de virulência e resistência antiviral;
  48. Diagnóstico, tratamento e Prevenção da Hepatite;
  49. Emergência de arbovírus no espaço urbano;
  50. Epidemia de febre amarela;
  51. Distribuição geográfica das meningite por Cryptococcus neoformans/Cryptococcus gattii;
  52. Esporotricose no Brasil;
  53. Modelos experimentais para o estudo de patogenicidade de fungos;
  54. Fatores de virulência e metabolismo de fungos;
  55. Alvos para drogas antifúngicas e vacinas;
  56. Identificação de novos antifúngicos;
  57. Diagnóstico Molecular de Criptococose;
  58. Automação em laboratório de Microbiologia Clínica;
  59. Detecção de resistência microbiana;
  60. Rotinas diagnósticas de HIV;
  61. Testes rápidos em microbiologia;
  62. Sífilis no Brasil - Do diagnóstico ao tratamento;
  63. Arboviroses no Brasil;
  64. Diagnóstico da tuberculose;
  65. Epidemiologia molecular do Vírus Influenza;
  66. Novos métodos no diagnóstico de Neurotuberculose;
  67. Técnicas de Biologia Molecular no Diagnóstico das Meningites Bacterianas;
  68. Novos métodos no diagnóstico de Neurocriptococos;
  69. HPV no câncer de colo uterino;

Fisiologia/Endocrinologia 

  1. Álcool: como ele age no organismo, aspectos fisiológicos, o que ele modifica, quais os danos e consequências, se são ou não reversíveis e patologias.
  2. Marcadores Tumorais;
  3. Hormônios Sexuais Masculinos e Femininos;
  4. Hormônios Supra-Renais;
  5. Hormônios Tireoidianos;
  6. Hormônios hipofisários;
  7. Hormônios Hipotalâmicos;
  8. Hipovitaminose D;
  9. Obesidade: o papel dos exercícios e suplementos;
  10. Diabetes mellitus: o papel dos exercícios e suplementos;
  11. Neuropatia Diabética;
  12. Dislipidemia refratária às Estatinas;
  13. Hiperprolactinemia;
  14. Disfunção sexual masculina no Diabetes mellitus;
  15. Diagnóstico laboratorial das Doenças Hipofisárias;
  16. Hipotireoidismo
  17. Agonistas dopaminérgicos;
  18. Deficiência de GH no idoso;
  19. Metodologias e marcadores para a dosagem de vitamina D;
  20. Dislipidemia e Aterosclerose;
  21. Metabolismo Ósseo e Mineral;
  22. Dislipidemia na infância;
  23. Efeito dos antidiabéticos no perfil lipídico;
  24. Diabetes mellitus, Doença renal crônica e Transplante renal;
  25. Hipertireoidismo na criança;
  26. Síndrome dos Ovários Policísticos;
  27. TSI (TSH Receptor Stimulating Immunoglobuling): novo exame para diagnóstico e seguimento da doença de Graves;
  28. Diabetes, Obesidade e Inflamação;
  29. Atualização laboratorial das desordens da tireoide;

Genética e Biologia Molecular

  1. Atualização no diagnóstico em leucemias através da biologia molecular;
  2. Nucleic Acid Technologies – NAT;
  3. Aplicações básicas da biologia molecular no diagnóstico da anemia falciforme;
  4. Terapia gênica;
  5. A biologia molecular no monitoramento de pacientes HIV positivos;
  6. Microarray: fundamentos e aplicações;
  7. Biologia Molecular: A evolução a caminho da Terapia Gênica;
  8. Diagnóstico molecular do Papiloma Vírus Humano (HPV) pelo método de PCR;
  9. Técnicas moleculares utilizadas para diagnóstico;
  10. O uso da biologia molecular (Tecnologia do DNA recombinante) no diagnóstico da "Hepatite C" (HCV) através da técnica de PCR (Polymerase Chain Reaction);
  11. Variabilidade genética humana e doenças infecciosas;
  12. Técnica de CRISPR;
  13. Análises bioinformáticas de dados gerados em plataforma NGS;
  14. Estudo de células individuais para o entendimento de sistemas biológicos;
  15. Métodos de Análise Filogenética;
  16. Citometria de fluxo aplicada na genética;
  17. Estratégias de edição de genomas;
  18. Clonagem bacteriana;
  19. Genética Populações e Saúde Pública;
  20. Embriopatia por Zika Virus no Brasil;
  21. Investigação do paciente com anomalias cromossômicas;
  22. Síndrome do X Frágil;
  23. Epigenética;
  24. MicroRNAs;
  25. Melhoramento genético animal;
  26. Avanços em Genômica para Diagnósticos Moleculares no Esporte;
  27. Consanguinidade e frequência de doenças genéticas;
  28. Oncogenética: Avanços no diagnóstico molecular;
  29. Farmacogenética;
  30. Síndrome de Down;
  31. Genética da fibrose cística;
  32. Deficiência de Lipase ácida;
  33. Alterações neurológicas na criança com microcefalia relacionada ao vírus do Zika;
  34. Citogenética Humana: Princípios e Metodologias;
  35. Estudo das Microdeleções Humanas;
  36. O Processo do Aconselhamento Genético;

Outros

  1. Câncer de próstata e PSA;
  2. Marcadores tumorais e o câncer;
  3. Terapia com células-tronco;
  4. Toxina botulínica e o seu uso na estética;
  5. Técnicas utilizadas nas ciências forenses;
  6. Impressões em 3D aplicadas para a área da saúde;
  7. Gestão Laboratorial;
  8. Medicina Nuclear e aplicações;
  9. A genética no Laboratório de Análises Clínicas;
  10. Nutracêuticos e Dermoformulações no auxílio de procedimentos estéticos;
  11. Diagnóstico laboratorial de infecções urinárias;
  12. Clonagem, expressão e purificação de proteínas recombinantes;
  13. Espermograma: análise e interpretação;
  14. Citometria de fluxo no laboratório clínico;
  15. O laboratório clínico na saúde da mulher;
  16. Rastreamento ativo de doenças relacionadas aos agentes químicos;
  17. Biópsia líquida no diagnóstico oncológico;
  18. Urina tipo 1 - Rotina manual e automatizada;
  19. Testes Laboratoriais Remotos/POCT;
  20. Doenças de notificação compulsória;
  21. Interferentes em dosagens hormonais;
  22. Avaliação laboratorial de novos anticoagulantes;
  23. Abordagem do diagnóstico em pacientes com sepse;
  24. Fase pré-analítica: desafio contínuo no laboratório clínico;
  25. Novas tecnologias em laboratório clínico;
  26. Controle de qualidade em biologia molecular;
  27. Controle de qualidade em microbiologia;
  28. Avaliação externa da qualidade;
  29. O líquor no diagnóstico das doenças neurodegenerativas;
  30. Circulação extracorpórea e suas complicações;
  31. Biomarcadores Doença de Alzheimer;
  32. Micro-RNAS no Liquido cefalorraquidiano em demências;

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.

  • Compartilhar:

Artigos relacionados

7 comentários