7 dicas de limpeza para DANIFICAR seu microscópio

Por Brunno Câmara - terça-feira, janeiro 07, 2020



📚🔬 Apostilas e Livro Digitais

Utilize nossas apostilas digitais como material complementar aos seus estudos - hematologia, anemias, leucemias, uroanálise, parasitologia e líquor.



Para proteger seu microscópio é necessário realizar limpezas regulares e garantir que suas imagens mantenham-se nítidas e livres de artefatos.

A seguir confira o que NÃO FAZER, caso queira que seu microscópio funcione e fique em boas condições.


1. Deixe qualquer um utilizar

Quando estiver decidindo o protocolo de limpeza é importante considerar o quanto e por quem o microscópio será utilizado.

Geralmente, pela falta de experiência e conhecimento, estudantes tendem a não ser tão prudentes como um experiente microscopista.

2. Não cubra

Poeira e detritos acumulam em microscópios que são deixados descobertos e não são regularmente usados.

A utilização de uma capa para microscópio ajuda a protegê-lo de contaminantes disseminados pelo ar.

3. Limpe em excesso

Não é necessário limpar as lentes do microscópio toda vez após seu uso.

Se você está vendo poeira ou detritos, a visualização da imagem será comprometida e então a limpeza é necessária.

Porém, tenha em mente que cada limpeza vem com o risco de as lentes ficarem riscadas.

4. Use solventes

O uso de solventes não é recomendado.

Produtos de limpeza para vidros e óculos não foram feitos para as lentes delicadas do seu microscópio.

Primeiro tente remover a sujeira com um jato de ar utilizando uma pera de aspiração (bulbo de borracha).

Usar água destilada é uma opção ótima e segura quando algum agente de limpeza é necessário.

A próxima tentativa é usar álcool isopropílico a 90% ou superior.

Coloque de uma a duas gotas em um pano de algodão, deixe em cima do local sujo e espere alguns segundos. Isso ajudará a dissolver a sujeira. Esfregue gentilmente para removê-la.


5. Não remova o óleo de imersão

A microscopia com óleo de imersão é uma grande responsável visto que a limpeza incorreta faz com que a sujeira acumule-se no óleo residual.

Papéis/lenços específicos para limpeza de lentes podem ser utilizados para remover o óleo de imersão.

Esfregue-os delicadamente sobre a lente. Pressão excessiva pode danificar suas objetivas.

Fique atento à validade do seu óleo e sua viscosidade pois com o tempo ficará mais difícil removê-lo.


6. Não limpe as partes externas

Antes de iniciar a limpeza, tire seu microscópio da tomada.

Todas as partes que o microscopista toca para operar o microscópio, como o revólver, parafusos (macro e micro), tubo das oculares, chariot, ficam com óleo depositado proveniente do contato da pele. E isso atrai a sujeira.

Utilize um pano de algodão úmido seguido de um pano seco para secar a área.

7. Limpe a parte interna das lentes

Nunca limpe a superfície interna das lentes.

A nitidez da imagem será afetada. Isso deve ser feito apenas por empresas qualificadas.

Aviso importante

Não me responsabilizo por qualquer dano que venha resultar da limpeza do seu microscópio.

Na dúvida contrate uma empresa especializada em limpeza de microscópios.

Referência

Microscope Master. Cleaning Your Microscope - Discussing Best Practices.

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.
| Contato: @brunnocamara |