Entrevista sobre Área Comercial da Saúde com o Biomédico Flavio Pacheco

Por Brunno Câmara - sábado, julho 11, 2020



📚🔬 Apostilas e Livro Digitais

Utilize nossas apostilas digitais como material complementar aos seus estudos - hematologia, uroanálise, parasitologia e líquor.



Flavio é Biomédico e Executivo da Área Comercial da Saúde.

Como foi e por que você fez essa transição de carreira, da acupuntura para a área comercial de saúde?

Flávio Pacheco: Como você bem disse eu foi Biomédico Acupunturista, atuando aproximadamente 5 anos na área, graças a Deus, consegui ajudar muitas pessoas, tanto como pacientes, como também disseminando a atuação para milhares de estudantes e profissionais nos três anos que fui palestrante.

Apesar de amar ajudar o próximo, eu sentia falta de algo naquele momento da minha carreira, que poderia definir com apenas uma palavra: estabilidade.

A maioria dos Biomédicos Acupunturistas, são autônomos, ou seja, trabalham pra si próprios, e como qualquer empreendedor bem sabe, em qualquer negócio, existe alta e baixa temporada.

Fora isso, houve um acontecimento na minha vida pessoal que foi um divisor de águas, o falecimento do meu pai. Naquele momento percebi que dentro do meu âmbito familiar, eu teria que começar a ser o alicerce que meu pai havia sido para nós, então decidi me reinventar.

Como você ficou sabendo da área comercial da saúde?

Flávio Pacheco: Eu nem imaginava trabalhar na área comercial da saúde, nem sabia que podia ou que meus conhecimentos da saúde, seriam valiosos para essa área. Um tio, que atuou durante uma época como propagandista farmacêutico, me sugeriu atuar na área, eu perguntei para ele se poderia e sua resposta foi com outra pergunta: Por que não poderia?

E aí, assim como um dia comecei a pesquisar sobre o que era a Biomedicina, comecei a pesquisar sobre o que o Representante/Consultor/Propagandista da área da saúde fazia e como era seu trabalho. 

Participei de um evento da área da Saúde que acontece todo ano em São Paulo – SP, chamado Feira Hospitalar, e foi uma oportunidade de prospectar currículos e fazer networking.

Consegui fazer mais de 15 contatos durante o evento e mandei os currículos depois do evento. Dez dias depois, já havia participado de três entrevistas. Consegui passar em todas e escolhi trabalhar naquela que acreditava fazer mais sentido, que era uma empresa de venda de equipamentos médicos.

Quais foram seus primeiros desafios encontrados na área, já que você não tinha experiência prévia com vendas de equipamentos?

Flávio Pacheco: Eu nunca tinha trabalhado em ambiente hospitalar. Quando entrei na área, fiquei responsável por 55 clientes/hospitais, e por comercializar equipamentos ligados a CTI e a centro cirúrgico, como por exemplo: Ventilador Pulmonar, Monitor Multiparamétrico, Bomba de Infusão, Insumos como cânulas de traqueostomia, Aparelho de Anestesia, Monitor de Despertar intraoperatório, sensores e etc. 

Enfim, eu praticamente nunca tinha ouvido falar sobre esses equipamentos e insumos durante a faculdade, e a maioria deles só tinha visto em seriados como Dr. House e Grey's Anatomy.

O lado bom é que recebi treinamento. Todo mundo, quando entra em qualquer empresa, recebe treinamento. Isso é uma prática comum nesse mercado.

Com os treinamentos, fui percebendo que não era tão difícil quanto eu achava, e isso acontecia devido uma coisa que não tinha percebido antes.

A base que eu possuía como profissional da saúde, a base que o curso de biomedicina havia me fornecido, toda aquela anatomia, fisiologia, farmacologia, hematologia e etc. estavam servindo para que facilitasse minha compreensão e aprendizado sobre aquele mundo novo.

Quais são as vantagens e desvantagens da área comercial da saúde?

Flávio Pacheco: A primeira vantagem é o fato de eu poder me comunicar e estar em contato todos os dias com diversas pessoas e de todos os níveis, desde o porteiro ou pessoa da limpeza de um hospital até o presidente/diretor/dono. 

O tempo todo estou aprendendo coisas novas. A tecnologia é extremamente ágil na área e a todo instante as empresas estão criando novas técnicas ou equipamentos com melhorias, e você sempre precisa ficar atento a tudo que acontece no mercado, para saber se comunicar com seus clientes. 

Outra vantagem é o fato que não deixo de ajudar as pessoas, mesmo sendo uma área comercial. Quando conseguimos viabilizar uma nova tecnologia para um hospital ou clínica e que aquela tecnologia irá ajudar a salvar vidas, estou continuando a todo instante fazendo jus ao juramento que fiz um dia como biomédico.

Outra vantagem é quantidade de vagas do setor, somado com a remuneração e benefícios que a indústria fornece, salário fixo, comissão, carro da empresa, auxílio combustível, vale alimentação/refeição, previdência privada, décimo quarto salário, por exemplo.

Uma desvantagem é que você terá metas a cumprir, e quem não está acostumado a ter metas, terá que se acostumar. Isso pode ser estressante e você precisa ser muito organizado e trabalhar duro para conseguir atingir suas metas. 

Lidar com clientes pode ser tão ou até mais estressante do que com pacientes, pois muitas vezes você terá que resolver problemas que não foi você que criou. Porém, resolver aquele problema pode resultar no aumento da satisfação do seu cliente e consequentemente numa venda. 

Você terá que lidar com um líder/chefe que poderá ou não te dar autonomia, e caso não dê ele ficará no seu pé, querendo saber onde você está e o que está fazendo. 

Por fim, você precisar ser extremamente pró-ativo. Para conseguir ser um bom executivo de vendas da área, você precisará sempre estar atento ao mercado, às necessidades do cliente (e isso muitas vezes antes mesmo de ele se atentar ao fato).

Além das vendas, o que mais um biomédico pode fazer nessa área?

Flávio Pacheco: O Biomédico pode fazer praticamente tudo na área. Atuar desde a parte de vendas, como Representante/Consultor/Executivo de Vendas, também como Especialista de Produtos/ Assessor Científico.

Ele pode atuar como um Application, que é quem dá treinamento e demonstrações sobre aqueles equipamentos em eventos e no local do cliente. Pode atuar na parte de marketing ajudando na produção de mail marketing e eventos que a empresa possa participar.

Pode ainda atuar junto ao time de Educação Continuada, ofertando treinamentos e cursos para os clientes, após o período de aquisição do equipamento. 

E, por fim, ele pode atuar como gestor de equipe, tendo um cargo de coordenador/supervisor, gerente, diretor ou até mesmo CEO.

Como você avalia o mercado e o que um biomédico precisa ter de conhecimento para atuar na área?

Flavio Pacheco: No mercado sempre tem diversas oportunidades, muito mais do que em diversas áreas da biomedicina.

A área comercial da saúde não requer que você tenha registro no conselho profissional. Você não precisa de habilitação, ou seja, não precisa ter feito estágio ou pós-graduação na área para trabalhar, somente nível superior na área da saúde.

E, após entrar na área e já tiver trabalhando, você pode, caso queira, assim como eu fazer um MBA na área de gestão em saúde, ou vendas. Aí dependerá de você e dos seus objetivos de carreira.

Contato

Flavio Pacheco
Instagram: @pachecoflavio_

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.
| Contato: @brunnocamara |