Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Como aproveitar o tempo livre nas férias

sábado, janeiro 03, 2015 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Minicursos, cursos de verão, inverno, estágio, voluntariado

Ahh, as férias! Tão desejadas férias. Ficar o dia todo deitado, assistindo Netflix, comendo e dormindo, certo? Errado!

Muitos estudantes quando entram de férias não querem saber de nada relacionado com a faculdade, e aí está o erro, pois os espertos usam esse período para se dedicar ainda mais e, futuramente, conseguir se diferenciar no mercado de trabalho.

Você deve estar se perguntando o que pode fazer nas férias, certo? A seguir estão algumas dicas de atividades para desenvolver nesse período.

Cursos de verão/inverno

Esses cursos são realizados exclusivamente nas férias, por várias instituições pelo Brasil a fora. Os cursos de verão acontecem em janeiro e fevereiro; já os de inverno ocorrem em julho. Geralmente são de até duas semanas e gratuitos, porém há alguns em que é necessário um investimento.

Existem opções de temas para todos os gostos. As universidades públicas são as que mais oferecem essa modalidade de curso, pois é uma forma de apresentar aos estudantes as linhas de pesquisa desenvolvidas na instituição e despertar o interesse deles em fazer mestrado e doutorado lá.

Para participar desses cursos é necessário fazer inscrição e concorrer com alunos de vários lugares. Geralmente é feita uma análise curricular do aluno para a seleção dos aprovados. As inscrições são abertas meses antes de o curso acontecer, então você deve ficar atento para não deixar para última hora e perder o prazo. Pesquisando no google você encontra vários cursos oferecidos.

Minicursos

Vamos supor que você está interessado em fazer uma pós-graduação em circulação extracorpórea, mas não tem certeza se é isso mesmo que você quer. A melhor maneira de conhecer as áreas da biomedicina, ainda durante a graduação, são os minicursos.

Os minicursos são teórico-práticos, onde você vai ter contato com um ou vários especialistas que já atuam na área de interesse, e eles vão apresentar o tema de maneira aprofundada. Outro objetivo é adquirir prática na área.

São chamados minicursos por que são cursos rápidos de um a dois dias no máximo. Geralmente são pagos e oferecidos por empresas privadas.

Estágio temporário

Outra maneira de aproveitar seu tempo livre é fazer um estágio temporário em alguma empresa, laboratório, universidade etc.

Muitas vezes esse estágio não é remunerado, porém se você for esperto pode mostrar seu empenho e iniciativa e futuramente ser chamado para fazer um estágio mais longo e, quem sabe, conseguir seu primeiro emprego como biomédico. Sem falar no networking que você estará fazendo, ou seja, aumentando sua rede de contatos.

Você pode colocar esse estágio no seu currículo também, e claro, vai aprender muito na prática.

Trabalho voluntário

Fazer trabalho voluntário é outra boa opção para preencher seu tempo nas férias. Aqui, não necessariamente esse trabalho tem que ser relacionado com a biomedicina, ou à área da saúde. Você pode ajudar uma ONG, na igreja, em empresas etc.

E o que você ganha com isso? Satisfação em ajudar o próximo e crescimento pessoal em primeiro lugar. Mas não é só isso. Muitas empresas valorizam muito um profissional que se engaja nesses projetos. Digamos que você está concorrendo a uma vaga, e outras pessoas têm as mesmas qualificações que você, o trabalho voluntário pode se tornar o critério de seleção.

Agora não tem mais desculpa para ficar em casa nas férias. Pense que enquanto você está lá, existem pessoas saindo na frente e se diferenciando. Não fique para trás. Em quatro anos dá para fazer muita coisa.

Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).