Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Diferença entre Homeostase e Hemostasia

terça-feira, maio 24, 2016 0 Comentários


Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Hemostasia e Homeostase

Já ficou na dúvida se esses dois termos eram a mesma coisa? Descubra a diferença entre Homeostase e Hemostasia

Homeostase

Em 1878, Claude Bernard apresentou a ideia de que o organismo é dividido em meio externo e meio interno. A habilidade de manter o meio interno em constante equilíbrio, funcionando contra as mudanças no meio externo, é chamada Homeostase.

Em humanos, a temperatura corporal é mantida aproximadamente em 36°C, a pressão arterial média fica em torno de 100 mmHg e a pressão osmótica plasmática gira em torno de 300 mOsm. Algumas flutuações nos fatores externos raramente afetam esses parâmetros.

O conceito de homeostase foi usado pela primeira vez por Walter Cannon em 1926. O termo “homeo-” refere-se a similar (ao contrário de “homo-”, que significa igual) e o termo “-stase” refere-se a condição.

Os sistemas Nervoso e Endócrino têm um papel importante na manutenção da homeostase. Acredita-se também que o sistema imunológico tenha um papel importante na manutenção da homeostase. Mudanças no meio externo que afetam um organismo são consideradas estressantes como estresse físico ou químico, assim como o biológico, por exemplo pela exposição a bactérias.

Hemostasia

Já a Hemostasia é uma série complexa de fenômenos biológicos que ocorre em resposta à lesão de um vaso sanguíneo com objetivo de parar uma hemorragia.

O mecanismo hemostático inclui três processos: hemostasia primária, coagulação (hemostasia secundária) e fibrinólise. Esses processos têm em conjunto a finalidade de manter a fluidez necessária do sangue, sem haver extravasamento pelos vasos ou obstrução do fluxo pela presença de trombos.

Aqui, estão envolvidos vasos sanguíneos, plaquetas, fatores pró-coagulantes e fatores anticoagulantes. Tudo em equilíbrio para parar o sangramento e depois dissolver o coágulo formado.

Conclusão

Podemos dizer então, que, a hemostasia faz parte da homeostase. Ou seja, a hemostasia é um mecanismo do organismo para manter o equilíbrio do meio interno.

Cagnolati, D. et al. Hemostasia e distúrbios da coagulação. Faculdade de Medicina da USP.
A comprehensive approach to Life Science. The University of Tokyo.
Brunno Câmara Biomédico

Biomédico, CRBM-GO 5596. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast (biomedcast.com).