O lado científico da Biomedicina Estética

Por Brunno Câmara - quinta-feira, abril 04, 2013



📚🔬 Apostilas e Livro Digitais

Utilize nossas apostilas digitais como material complementar aos seus estudos - hematologia, uroanálise, parasitologia e líquor.

Vai estudar para um processo seletivo de concurso público ou residência multiprofissional? - Conheça nosso livro de questões comentadas


Em meados de março, no Workshop de Procedimentos em Biomedicina Estética da ASGARD Cursos, ministrado pela Biomédica Esteta Lorena Soares, pude conferir um pouco mais a fundo como funcionam esses procedimentos. Nunca tinha parado para pensar o que acontecia; sempre que pensava em estética me vinha à cabeça apenas o lado profissional e mercado de trabalho. Nesse workshop pude ver mais detalhadamente o lado científico dessa área tão promissora na biomedicina.

Você sabe o que acontece com sua pele depois das seções de Luz Intensa Pulsada, utilizada em seções de fotorrejuvenescimento? O objetivo final é a produção de colágeno, já que após os 25 anos sua produção começa a diminuir.

As explicações para a síntese de novo colágeno incluem a absorção da luz pelo sangue, que aumenta a temperatura ao redor dos vasos, transferindo o dano térmico ao tecido adjacente e causando a liberação de mediadores inflamatórios, que induzem o processo de cicatrização. A energia também estimularia diretamente os fibroblastos a produzir mais colágeno.

Ou seja, você danifica a pele para desencadear uma reação inflamatória que vai estimular o processo de cicatrização e consequentemente, a produção de mais colágeno, deixando a pele mais consistente.

Outro método interessante é a depilação definitiva a Laser. O pelo é gerado por uma estrutura chamada folículo piloso, que contém melanina. Por ser escura, a melanina é um ótimo condutor de calor, então ela recebe a maior parte da energia enquanto a pele recebe menos.

As estruturas do corpo que possuem cor são chamadas cromóforos. Sendo assim, a melanina, que tem a cor preta, é um cromóforo. Como a hemoglobina tem a cor vermelha também é um cromóforo. Então, essas moléculas são os alvos do laser.

Existem vários tipos de laser. Eles podem emitir um feixe de luz que rapidamente neutraliza o pigmento (melanina) que se encontra na raiz do pelo ou então podem atingir os capilares da raiz e retirar a vascularização, fazendo com que o pelo não nasça mais.

E esses são apenas dois procedimentos das centenas existentes. Quem diria que a estética era tão interessante assim, ein?!

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.
| @biomedicinapadrao | LinkedIn | Lattes |