Associação entre TAP, TTPA e Plaquetas

Por Brunno Câmara - quinta-feira, maio 14, 2020



📚🔬 Apostilas e Livro Digitais

Utilize nossas apostilas digitais como material complementar aos seus estudos - hematologia, anemias, leucemias, uroanálise, parasitologia e líquor.



A história do paciente e o resultado do exame físico podem ajudar na detecção de defeitos na hemostasia e prováveis causas.

Porém, realizar um conjunto de testes iniciais (triagem), amplamente disponíveis e baratos, como Tempo de Protrombina (TAP), Tempo de Tromboplastina Parcial Ativada (TTPA) e contagem de plaquetas é muito importante.
Confira abaixo, as principais causas de alterações nesses exames e suas correlações.

Algoritmo 1

TAP: Normal
TTPA: Prolongado
Plaquetas: Normal

Algoritmo 2

TAP: Prolongado
TTPA: Normal
Plaquetas: Normal


Algoritmo 3

TAP: Prolongado
TTPA: Prolongado
Plaquetas: Normal


Algoritmo 4

TAP: Prolongado
TTPA: Prolongado
Plaquetas: Diminuído


Algoritmo 5

Sangramento com:
TAP: Normal
TTPA: Normal
Plaquetas: Normal


Referência

Williams Hematology, 9ª edição.

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.
| Contato: @biomedicinapadrao |