Por que ocorre palidez na anemia?

Por Brunno Câmara - terça-feira, janeiro 12, 2021



📚🔬 Apostilas e Livro Digitais

Utilize nossas apostilas digitais como material complementar aos seus estudos - hematologia, anemias, leucemias, uroanálise, parasitologia e líquor.


 

As manifestações de anemia variam de acordo com a concentração de hemoglobina, idade do paciente, atividade física e a velocidade com que a anemia foi estabelecida.

Na anemia, há redução do transporte de oxigênio e menor oxigenação dos tecidos.

Os sinais e sintomas de anemia são originados por meio dos mecanismos de compensação e também da hipóxia.

Hipóxia

As principais manifestações são:

  • Cefaleia
  • Vertigens
  • Tonturas
  • Zumbidos
  • Fraqueza muscular
  • Angina

Mecanismos de compensação

Está envolvido o sistema cardiorrespiratório, que tenta corrigir a hipóxia tecidual. 

Os principais são:

  • Diminuição da afinidade da hemoglobina pelo oxigênio
  • Aumento do débito cardíaco
  • Alteração da resistência vascular periférica
  • Redistribuição do fluxo sanguíneo

O aumento do débito cardíaco significa que está sendo ejetado um maior volume de sangue por minuto.

A redistribuição do fluxo sanguíneo ocorre para privilegiar órgãos e tecidos mais sensíveis à hipóxia.

Esses mecanismos em conjunto provocam manifestações como:

  • Palidez cutaneomucosa devido à vasoconstrição periférica (peles e mucosas)
  • Taquicardia
  • Aumento da diferencial de pressão
  • Sopros no precórdio
  • Dispneia de esforço

Palidez

Então, como podemos ver, a palidez da pele e das mucosas é uma consequência, principalmente, da redistribuição do fluxo de sangue para tecidos e órgãos que são "mais importantes" para o organismo.

Um exemplo de órgão mais sensível à hipóxia é o cérebro. A hipóxia cerebral pode causar dificuldade de aprendizado, redução da memória a curto prazo, distúrbios cognitivos, controle motor reduzido etc.

Referência

ZAGO, M. A., et al. Tratado de Hematologia. Atheneu Rio, 2014.

Fonte da imagem: Dr. Roberto Cosentini @rob_cosentini

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.
| Contato: @biomedicinapadrao |