TGO e TGP como biomarcadores hepáticos

Por Brunno Câmara - sexta-feira, janeiro 15, 2021


📚🔬 Cursos online e Apostilas Digitais

Complemente seus estudos fazendo nossos cursos online (videoaulas, apostilas e certificado):



A transaminase glutâmico oxalacética (TGO) e a transaminase glutâmico pirúvica (TGP) são enzimas importantes para o metabolismo do nosso organismo e alterações em seus níveis séricos têm importante significado clínico. 

Sinônimos:
TGO = aspartato aminotransferase (AST)
TGP = alanina aminotransferase (ALT)


Função enzimática

As enzimas transaminases (ou aminotransferases) catalisam uma reação de transaminação, que é a transferência de um grupo amina de um aminoácido para um cetoácido. Essa reação ocorre para formar novos aminoácidos.

A enzima TGO/AST catalisa a seguinte reação:

L-Aspartato + α-cetoglutarato ↔ oxaloacetato + L-glutamato

A enzima TGP/ALT catalisa a seguinte reação:

L-Alanina + α-cetoglutarato ↔ piruvato + L-glutamato

Atividade e localização

A TGO/AST é encontrada primariamente no coração, fígado, músculo esquelético, rins e hemácias.

É possível encontrar duas isoenzimas: uma citoplasmática (cTGO) e uma mitocondrial (mTGO).

A TGP/ALT é encontrada primariamente no fígado e rins. Ela é exclusivamente citoplasmática.

Significado clínico

Normalmente, essas enzimas são encontradas em baixas concentrações no soro, geralmente abaixo de  30 - 40 IU/L.

Tanto a TGO/AST quanto a TGP/ALT são comumente utilizadas como biomarcadores hepáticos, visto que doenças hepáticas são a causa mais importante do aumento das transaminases séricas.

Como a maior concentração de TGP/ALT é encontrada no fígado, a sua dosagem é mais específica para revelar dano/inflamação hepático do que a TGO/AST.

Na maioria dos tipos de doenças hepáticas, a atividade de TGP/ALT é maior que a de TGO/AST. Algumas exceções são hepatite alcoólica, cirrose hepática e neoplasia do fígado.


Na hepatite viral e em doenças hepáticas associadas com necrose aguda, as concentrações séricas de TGP/ALT e TGO/AST estão elevadas mesmo antes das manifestações clínicas.

Os níveis séricos de TGO/AST podem estar elevados em outras doenças como infarto do miocárdio, pancreatite aguda, anemia hemolítica aguda, doença renal aguda, doenças musculoesqueléticas e queimaduras graves.

Historicamente, a TGO/AST foi por muito tempo utilizada como o principal marcador de infarto agudo do miocárdio. Porém, atualmente, as troponinas são muito mais específicas e sensíveis para esse diagnóstico.


Para uma melhor avaliação hepática é importante que outros marcadores sejam avaliados em conjunto, como gama GT, fosfatase alcalina, albumina sérica e bilirrubinas.

A magnitude da alteração dessas transaminases pode ser classificada em:

  • Leve: aumento < 5 vezes o limite superior de referência;
  • Moderado: aumento de 5 a 10 vezes o limite superior de referência;
  • Elevado: aumento > 10 vezes o limite superior de referência.

Razão TGO:TGP (AST:ALT)

É um parâmetro utilizado na diferenciação de doença hepática alcoólica de outras formas de doenças hepáticas, particularmente da doença hepática gordurosa não alcoólica.

Tanto TGO quanto TGP precisam de um cofator, piridoxal 5'-fosfato, que é a forma ativa da Vitamina B6, para funcionar normalmente.

A ausência desse cofator, em pessoas com deficiência nutricional devido ao alcoolismo, tem um impacto muito maior na produção de TGP/ALT do que na de TGO/AST.

Isso faz com que a razão TGO:TGP esteja aumentada. Uma razão TGO:TGP normal deve ser < 1,0.

Na doença hepática alcoólica, a razão TGO:TGP está > 1,0 em 92% dos casos e > 2,0 em 70% deles.

O aumento da razão reflete a gravidade da doença hepática e não o alto consumo de álcool.

Referências

Moriles KE, Azer SA. Alanine Amino Transferase. [Updated 2020 Jul 5]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2020 Jan-. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK559278/

Giannini EG, Testa R, Savarino V. Liver enzyme alteration: a guide for clinicians. CMAJ. 2005;172(3):367-379. doi:10.1503/cmaj.1040752

Laboratório Hermes Pardini.

Burtis Burtis, Ted Burns. Tietz Fundamentals of Clinical Chemistry. Elsevier.

Hall P, Cash J. What is the real function of the liver 'function' tests?. Ulster Med J. 2012;81(1):30-36.

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.
| Contato: @biomedicinapadrao |