Hematologia e Bioquímica são os temas mais cobrados nas provas de Residência Multiprofissional

Por Brunno Câmara - quinta-feira, outubro 10, 2019


Sei como é difícil estudar para um processo seletivo, seja concurso ou residência. Eu já passei por isso.

Com o intuito de ajudar quem vai fazer prova de residência, fiz uma análise de provas anteriores para ver quais os assuntos mais cobrados nas provas.

Confira!

Metodologia

Foram analisadas 386 questões de conhecimento específico de 12 cadernos de provas, aplicadas entre os anos de 2017 e 2018.

Uma limitação importante é que não foi possível incluir cadernos de questões de programas de residência que não disponibilizam as provas aplicadas online para que possam ser acessadas. Sendo assim, os resultados podem não corresponder à realidade de determinadas seleções para biomédico residente.

Resultados

Os três principais temas mais cobrados nas provas foram Hematologia (16,6%), Bioquímica (13,0%) e Parasitologia (9,8%).

Na figura abaixo você confere a porcentagem dos assuntos cobrados nas provas.


Análise

Bom, esses resultados são importantes para você ter uma noção de onde colocar seus esforços na hora dos estudos. Claro, cada acerto é muito valioso, independente do assunto.


Confira agora os principais tópicos que mais são cobrados dentro de cada tema.

Hematologia/Hemoterapia

Na parte de hematologia, a maioria das questões abordam as anemias, principalmente ferropriva e megaloblástica, e onco-hematologia, com enfoque nas leucemias.

Além disso, na parte de hemostasia, dois exames laboratoriais que devem estar na ponta da língua são Tempo de Protrombina (TAP/TP) e Tempo de Tromboplastina Parcial Ativada (TTPA).

Na parte de hemoterapia, vi muitas questões sobre tipagem sanguínea, sistemas sanguíneos e doação de sangue.

Leia a Portaria do Ministério da Saúde nº 158/2016.

Bioquímica

Tanto a bioquímica geral/básica quanto a clínica é bastante cobrada nas provas.

Os assuntos que mais observei foram diabetes e glicemia. Então, estude tudo sobre o diagnóstico laboratorial do diabetes, incluindo hemoglobina glicada, teste oral, classificação, glicemia entre outros.

Leia as Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes mais recente.

Outro tema muito recorrente é o perfil lipídico. Estudo muito sobre colesterol, LDL e HDL e triglicerídeos.

Leia a Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose mais recente. 

Além disso, vi muitas questões sobre enzimas de diagnóstico, como TGO, TGP, DHL, Fosfatase alcalina etc.; proteínas de fase aguda e eletroforese de proteínas.

Parasitologia

Muitas questões cobram os principais helmintos e protozoários. Você deve saber desde o ciclo biológico até as manifestações clínicas da doença.

Agora, sem dúvida, pelo menos uma questão sobre métodos parasitológicos para diagnóstico deve cair., tanto de fezes quanto de sangue.

Leia: Principais metodologias utilizadas no exame parasitológico de fezes

Bacteriologia

Saiba a técnica de Gram na ponta da língua. E não só isso. Entenda o que cada reagente faz, pois as bancas adoram colocar a situação em que a ordem dos reagentes é trocada e perguntar qual o resultado que será visto na lâmina.

Estude os principais meios de cultura e também as principais doenças bacterianas, principalmente as manifestações clínicas.

Outros assuntos que podem ser cobrados são o Teste de Susceptibilidade Antimicrobiano e classes de antibióticos.

Multidisciplinar

Questões multidisciplinares também são muito frequentes nas provas. Isso quer dizer que, em muitas questões, você terá que ter e combinar o conhecimento de duas ou mais disciplinas para poder responder corretamente.

Um exemplo é uma questão envolve conhecimento de microbiologia e hematologia, ou bioquímica e hematologia, ou biologia molecular, virologia e imunologia, e por aí vai.

Imunologia

Saiba tudo sobre a técnica de imunoensaio enzimático (ELISA). Sempre caiu pelo menos uma questão sobre essa técnica de imunodiagnóstico.

As questões de imunologia muitas vezes vêm acompanhadas de outras disciplinas, principalmente virologia.

Tenha na ponta da língua tudo sobre todos os tipos de imunoglobulinas e suas funções.

Outras

Para resumir, confira a lista a seguir com dicas para os outros assuntos:

  • Gestão laboratorial: RDC 302, RDC 306 222 e gestão de resíduos sólidos;
  • Uroanálise: técnica e interpretação;
  • Biologia molecular: Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) e ácidos nucleicos;
  • Virologia: manifestações e diagnóstico das infecções virais e marcadores sorológicos do HBV;
  • Biossegurança: Classificação de risco biológico e NR 32;
  • Endocrinologia: Principalmente TRH, TSH e T4;
  • Marcadores tumorais: Todos!;
  • Genética: mitose, meiose e análise de cariótipo;
  • Líquidos corporais: Tudo sobre LCR (líquor), diferenciação dos tipos de meningite e diferencial de leucócitos;
  • Micologia: Doenças e coleta de amostras;
  • Controle de qualidade: Gráficos de Levey-Jennings e regras de Westgard.

Espero que possa ter ajudado vocês, e fico na torcida para que sejam aprovados!

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.
| @biomedicinapadrao | LinkedIn | Lattes |


Artigos relacionados