5 Health Techs brasileiras para se inspirar

Por Brunno Câmara - quinta-feira, junho 03, 2021


📚🔬 Cursos online e Apostilas Digitais

Complemente seus estudos fazendo nossos cursos online (videoaulas, apostilas e certificado):


Empreender por si só já é um grande desafio. Para atingir o sucesso é necessário identificar as oportunidades e a viabilidade da sua ideia. Para criar novos negócios na área de saúde, o empreendedor precisa entender os problemas que o setor possui, ir atrás da melhor equipe e saber utilizar da melhor forma os recursos e o seu conhecimento para gerar soluções.

Já falamos aqui no blog o que são Health Techs. Agora, trouxemos para vocês 5 Health Techs, de diversos segmentos, que estão entre as 263 startups da área de saúde no Brasil para inspirar e mostrar qual foi a linha de raciocínio por trás do negócio e qual a dimensão da demanda por essas soluções.

Nutrisoft

A organização Mundial da Saúde prevê que até 2025, mais de 2,3 bilhões de pessoas estarão com sobrepeso, representando mais de 30% da população mundial. 

Em novembro de 2015, o Governo brasileiro, realizou o Pacto Nacional para Alimentação Saudável que tinha como principal objetivo ofertar e incentivar a disponibilização de alimentos orgânicos, agroecológicos e provenientes de agricultura familiar. 

Foi observando um grande desafio e oportunidade que a Nutrisoft percebeu e fez a junção de interesses em saúde alimentar das pessoas e da gestão remota para acompanhamento nutricional.

A startup brasileira foi fundada em 2013 por Gustavo Silva que em suas palavras: "Utilizando-se de crowdsourcing e inteligência artificial para coletar dados e transformar em informações. Nossas plataformas são desenvolvidas para criar um ambiente confortável, tanto para o profissional de saúde quanto para o paciente, com o intuito de garantir um atendimento de qualidade e com resultados efetivos. Ressaltamos a importância dos profissionais de saúde na construção de uma sociedade saudável para todas às pessoas." 

O aplicativo, que faz a ponte entre nutricionistas e pacientes, já acumula mais de 1,8 milhões de downloads, com expansão de sua atuação para mais 5 países.

Website: nutrisoft.com.br

DR. Consulta

O DR. Consulta surgiu em 2011, com um conceito inovador de driblar as burocracias de consultas e exames médicos. 

O que é uma resposta natural ao cenário divulgado pelo IBGE, já que em 2015 foram gastos pelos brasileiros R$ 204,4 bilhões com saúde privada, o que compreende, principalmente, os planos particulares de saúde.

A partir de 2016, o DR. Consulta teve um relevante crescimento no mercado brasileiro, com 33 centros médicos espalhados por São Paulo. Em 2018, iniciou o ano com 45 centros, atendendo mais de 50 especialidades, 1000 tipos diferentes de exames e um milhão de pacientes. 

Se tornou um dos casos de mais destaques de Health Techs no Brasil, captando mais de U$ 90 milhões em investimentos e apostando em três frentes para captação de novos usuários com facilidade no agendamento (feito pela internet), facilidade no pagamento (sem preços abusivos) e proximidade do usuário ao local da consulta.

Website: drconsulta.com

Carefy

Uma das razões para o encarecimento dos planos de saúde, segundo Rosa Antunes, presidente da Associação dos Corretores de Planos de Saúde (ACOPLAN), são as fraudes no setor de saúde. 

Para tentar resolver esse problema, a startup Carefy foi criada. Ela é uma plataforma para gestão e monitoramento de pacientes internados para operadoras de saúde, que visa a redução de custos de internação, otimização de processos e melhoria no atendimento ao paciente. 

Atualmente a startup opera na rede São Francisco com mais de 200 hospitais.

Website: carefy.com.br

GnTech

De cordo com a Abradilan (Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos) estima-se que o mercado farmacêutico brasileiro deve alcançar a 5ª posição no ranking dos países com maiores faturamentos mundiais. 

Porém, segundo a BBC Brasil, o SUS gasta em média 7,1 bilhões anualmente em compras de remédios de alto custo. E estima-se que entre 2014 e 2015, mais de 10 estados descartaram esses tipos de medicamentos totalizando uma perda de R$ 16 milhões.

Para solucionar esse problema e investir em inovação para tratamentos eficazes e específicos, surgiu a startup brasileira GnTech, 

Fundada em 2012, trabalha com análise de genoma humano para aumentar qualidade de vida das pessoas e torna os tratamentos médicos mais eficientes. 

A empresa se define como "O laboratório líder no Brasil em Exames Farmacogenéticos. Um tipo de exame que estuda o sequenciamento genético humano para entender como o organismo de cada pessoa tende a se comportar com determinados medicamentos." 

Além disso, a startup é uma das selecionadas pelo programa Eurofarma.

Website: gntech.med.br

LIVETRACK

Outro setor exatamente importante na cadeia de saúde e pouco explorado pelos profissionais da saúde é o transporte de produtos de saúde.

A OMS estima que aproximadamente 25% das vacinas chegam aos destinos finais deterioradas por conta de uma falha de cadeia de frio. Isso é um problema logístico que, dado as atuais circunstâncias de pandemia, é muito sério e relevante.

Para garantir a temperatura ideal no transporte e distribuições de produtos surgiu a startup brasileira LIVETRACK.

Fundada em 2016, disponibiliza sensores que podem ser instalados em embalagens, malotes, caixas térmicas, motos, carros ou caminhões. A startup permite que seus clientes acessem informações de temperatura, umidade e localização por meio de um aplicativo. 

Uma das empresas que mais utiliza seus serviços atualmente é o Grupo Fleury.

Website: livetrack.com.br

Conclusão

Nosso sistema de saúde é extremamente burocrático e a população brasileira tem se preocupado com saúde, aumentando a demanda por alternativas melhores, eficazes e acessíveis. 

Ainda são somente 263 empresas nesse setor, utilize dos exemplos para aumentar seu interesse pelo empreendimento na área saúde. Empreender em saúde é salvar vidas e um forte pilar da nossa sociedade.

Texto escrito por:

Gabriel Selonke - @gabriel.selonke
Biomédico, CRBM-6 2019.
Mestre em Biotecnologia.
Graduando em Gestão Financeira.
Atua como Planejador Financeiro Pessoal para Profissionais da Saúde desde 2019.

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.
| Contato: @biomedicinapadrao |