Melhor momento e volume para coletar sangue para hemocultura

Por Brunno Câmara - terça-feira, fevereiro 11, 2020



📚🔬 Apostilas e Livro Digitais

Utilize nossas apostilas digitais como material complementar aos seus estudos - hematologia, uroanálise, parasitologia e líquor.



Série HEMOCULTURA

Hemocultura: utilidade e quando deve ser solicitada
Melhor momento e volume para coletar sangue para hemocultura
Como coletar sangue para hemocultura
Como aumentar a sensibilidade da hemocultura
A importância do meio para a hemocultura
Como interpretar e o que fazer com uma hemocultura positiva

Já falei aqui sobre a importância da hemocultura e manifestações clínicas que levam à suspeita de uma infecção sanguínea.

Mas, quando coletar a amostra de sangue?

O ideal, é que o sangue seja coletado assim que os sintomas comecem, antes do início da antibioticoterapia.
Se o paciente já estiver em terapia com antimicrobianos, a recuperação do micro-organismo pode ser aumentada coletando-se a amostra antes da próxima administração da dose do antibiótico e inoculando o sangue nos frascos que contêm meios especializados de neutralização antimicrobiana.

Qual o volume de sangue deve ser coletado?

Para que a bactéria ou fungo sejam recuperados do sangue, um volume adequado de amostra deve ser coletado.

Os frascos de hemocultura são projetados para acomodar um volume otimizado de sangue de acordo com a relação entre sangue/meio de cultura recomendada (1:5 a 1:10).

Sistemas de cultura comercial com monitoramento contínuo, podem usar uma relação menor ( < 1:5) devido a adição de polianetolesulfonato de sódio (SPS), que inativa substâncias inibitórias presentes no sangue.

Em adultos

O volume de coleta recomendado, por conjunto de frascos, é de 20 a 30 mL.

Visto que cada conjunto inclui, no mínimo, um frasco para micro-organismos aeróbios e um frasco para anaeróbios, cada um desses deve ser inoculado com ~10 mL de sangue.


Esse volume é recomendado para otimizar a recuperação do micro-organismo quando a carga fúngica/bacteriana é menos que 1 unidade formadora de colônia (UFC) por mL de sangue.

Para cada mililitro adicional de sangue cultivado, até 30 mL, a quantidade de micro-organismos recuperado aumenta em proporção direta.

Em crianças

O volume ótimo de coleta em crianças não é tão definido, quanto o para adulto.

Dados da literatura indicam que o número de micro-organismos recuperados tem aumento diretamente proporcional ao volume de sangue cultivado.

O volume recomendado deve basear-se no peso do paciente.

O frasco para aeróbicos deve ser usado, a não ser que suspeite-se de uma infecção por anaeróbicos.

Frascos especiais para hemocultura em crianças com menos de dois anos de idade estão disponíveis comercialmente.

Eles são fabricados para manter a relação sangue/meio usual (1:5 a 1:10) com pequenos volumes de sangue.

Referência

BioMérieux. Blood culture - A key investigation for diagnosis of bloodstream infections. 2018.

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestre em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (área de concentração: virologia). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.
| Contato: @brunnocamara |