Dúvidas sobre biomedicina enviadas pela DM do Instagram

Por Brunno Câmara - domingo, janeiro 07, 2018


Curta nossa página ↓

Precisando de conteúdo para complementar seus estudos?
Conheça os Kits de Estudo Biomedicina Padrão: biomedicinapadrao.com.br/kits

Dúvidas enviadas para o perfil do blog no Instagram: instagram.com/biomedicinapadrao

Biomedicina

Pergunta enviada por Iara Valentina: Eu fiz o vestibular para biomedicina, mas queria enfermagem. Como passei no vestibular, minha família quer que eu faça biomedicina. Gostaria de saber um pouco do curso.

Bom Iara, a biomedicina é bem diferente da enfermagem. Se o que você gosta e quer cuidar e ter contato com os pacientes, a enfermagem é a profissão que você deve escolher. Na biomedicina o contato com o paciente não é tão comum, a gente trabalha principalmente em laboratórios.

Se você realmente quer enfermagem, te aconselho a esperar e tentar mais uma vez. Mas se você não tiver outra escolha, comece a fazer biomedicina e veja se você gosta da área. Quem sabe você se apaixone pela nossa profissão como eu.

No link a seguir você encontra um post falando mais sobre a biomedicina – link. Baixe também esse e-book grátis sobre tudo o que você precisa saber sobre a biomedicina (link). Confira 5 áreas de atuação na biomedicina para quem quer ter contato com pacientes (link).

Pergunta enviada por Juliana Azevedo: Como é o curso de biomedicina?

Aproveitando a pergunta da Iara, no link a seguir você encontra um post falando mais sobre a biomedicina – link. Baixe também esse e-book grátis sobre tudo o que você precisa saber sobre a biomedicina (link).

Pergunta enviada por Maria Yasmin: Gostaria de saber sobre as matérias do curso, pode me informar?

Olá Maria. Confira no link as principais disciplinas do curso de biomedicina – link.

Perguntas enviadas por @ju_hinschinck: O curso exige muito cálculo? Biomédicos podem trabalhar no exército, marinha, polícia federal? Qual a diferença do trabalho de um farmacêutico e um biomédico? O mercado está saturado?

Bem Ju, muitas perguntas né?! Rs. O curso tem sim cálculos. Cada faculdade tem uma grade. Mas as matérias que mais utilizam cálculos são Matemática, Bioestatística, Química (geral e analítica), Biofísica, Epidemiologia. Não é nada de outro mundo. São contas básicas mas que você deve saber fazer. Outras disciplinas também podem ter contas, mas em menor quantidade.

Na marinha, aeronáutica e exército o biomédico pode trabalhar com análises clínicas, na polícia federal pode trabalhar como perito criminal.

A maioria das faculdades de Biomedicina direciona o aluno para atuar em análises clínicas. Então o biomédico é formado com grande conhecimento na área, às vezes mais do que o Biólogo e o Farmacêutico. O farmacêutico pode atuar em drogarias e farmácias, manipular medicamentos, o biomédico não. Porém, as duas profissões têm muitas áreas em comum.

Dependendo da área da biomedicina, a oferta de vagas é menor do que a quantidade de profissionais. Porém, temos muitas áreas com o mercado ainda em ascensão.

Pergunta enviada por Heloisa Beatriz: Você sabe se existe faculdade pública em Brasília que tenha biomedicina?

Eu creio que não tenha Heloisa. Se alguém souber, deixe aí nos comentários.

Pergunta enviada por Vitória Teles: O que você me recomendaria, cursar biomedicina ou biologia (bacharelado)? Que habilitação você recomendaria para um biomédico que quer seguir com a profissão de perito criminal?

Bom, se a sua intenção é trabalhar na área animal ou ambiental, talvez a biologia seja melhor. Se quer ir para a área da saúde, creio que a biomedicina seria melhor.

Ter uma pós-graduação não é pré-requisito para ser perito criminal. Claro que se você tiver, terá uns pontos a mais na hora da prova de títulos. Tanto sendo bióloga ou biomédica, você conseguirá ser perita, desde que seja aprovada em concurso público. Se você quiser ter uma habilitação, recomendo biologia molecular e genética.

Saiba mais sobre perícia criminal e biomedicina (link) e confira a entrevista com o Biomédico e Perito Criminal Dr. Rodrigo Grazinolli (link).

Habilitações

Habilitações

Pergunta enviada por Greicy Schereder, Larissa Luiza e Alexandre Melo: Como faço para me formar com mais de uma habilitação?

A área na qual você sairá habilitado na graduação vai depender do estágio supervisionado que sua faculdade oferece. A maioria oferece estágio em Análises Clínicas, mas existem outras que oferecem mais opções de áreas para o estágio, como imagenologia, pesquisa, citologia, etc. Você pode fazer mais de um estágio supervisionado e sair com mais habilitações.

Se o estágio extracurricular constar em seu histórico escolar, ou a faculdade emitir uma declaração, o CRBM aceita o pedido de inclusão.

Mas esse estágio tem que ter carga horária mínima de 500 horas ou que ela seja correspondente a 20% da carga horária total do curso, de acordo com as Diretrizes Curriculares, de acordo com Resolução do CFBM n.º 78 de 29/04/2002. Se for menos do que isso você não conseguirá a inclusão junto ao CRBM, e não poderá atuar na área.

Clique no link para saber mais sobre maneiras de conseguir sua habilitação na Biomedicina – link.

Pergunta enviada por Thaise Gabrielle: Em quantas áreas o biomédico pode atuar ao mesmo tempo?

O conselho de biomedicina não estipula um limite.

Pergunta enviada por Dudinha Silva e Alice Sena: O biomédico pode fazer os exames de imagem?

Pode sim. O Biomédico na área de Diagnóstico por imagem terá oportunidade de trabalhar em Hospitais, Clínicas e Laboratórios que tenham em seus serviços equipamentos tais como:

- Aparelhos de raios-X;
- Medicina Nuclear;
- Mamografia;
- Tomografia Computadorizada;
- Ressonância Magnética, dentre outros.

Para saber mais sobre a biomedicina e imagenologia clique nesse link.

Pergunta enviada por Diego Diniz: Como funciona a habilitação em Monitoramento Neurofisiológico Transoperatório?

O biomédico poderá operar equipamentos específicos para a atividade, sob supervisão médica, utilizando métodos eletrofisiológicos como eletroencefalografia (EEG), eletromiografia (EMG) e potenciais evocados para monitorar a integridade de estruturas neurais específicas durante as cirurgias.

Clique no link para saber mais – link.

Pergunta enviada por José Almir: Qual a diferença entre as habilitações em análises clínicas e patologia?

As análises clínicas, também chamadas de Patologia Clínica, compreende a área da medicina responsável pela realização dos exames laboratoriais como hemograma, glicemia, lipidograma etc, a partir de amostras obtidas dos pacientes.

Já a habilitação em Patologia é mais geral, englobando por exemplo o estudo dos mecanismos envolvidos nas patologias. Geralmente quem faz um mestrado ou doutorado nessa área de concentração é quem vai poder obter a habilitação.

Pergunta enviada por Priscila Gonçalves: Qual a diferença entre radiologia e imagenologia? O mercado é valorizado?

A radiologia é uma área da imagenologia, que envolve exames com emissão de radiação como a radiografia e tomografia computadorizada. A imagenologia engloba várias outras metodologias de obtenção de imagem como ressonância magnética, ultrassonografia, medicina nuclear etc. O mercado está muito bom.

Pós-graduação e cursos de qualificação profissional

Pergunta enviada por Carla: Qual a especialização você indica e acha que tem mais chances de emprego e um bom salário? Principalmente em Goiânia?

Bem Carla, na minha opinião as melhores áreas hoje em dia são a imagenologia, perfusão e estética. Além disso, hoje em dia o mercado está exigindo um biomédico com perfil de gestor, então uma pós em gestão em saúde seria interessante.

Sabemos que o mercado não está tão favorável para nenhuma profissão, então tudo vai depender do seu esforço e habilidades. Com o passar do tempo e a experiência, você consegue boas colocações.

Pergunta enviada por Fernanda Tessari: Inglês é indispensável para um biomédico? Deve primeiro focar em aprender inglês ou partir para uma especialização?

O curso de Biomedicina não exige que os alunos tenham conhecimento em inglês. Porém, no meu ponto de vista, é essencial saber a língua inglesa, pois você já teria um diferencial.

Para saber mais sobre esse assunto, clique no link a seguir – link.

Pergunta enviada por Melissa Santos: Sou bióloga. Fazer especialização em hematologia já me deixaria apta para atuar profissionalmente?

Olá Melissa, é bom saber que profissionais de outras áreas também me acompanham. Bom, eu não sei ao certo o que é necessário para o biólogo atuar nas análises clínicas. Se tem que fazer uma especialização ou já pode sair da graduação e atuar na área. Veja no seu conselho profissional como é a regulamentação.

A especialização te dará o título de especialista em hematologia, porém é esperado que você já tenha uma certa prática e conhecimento técnico na área. Então, não sei se só com a pós você estaria apta. Por exemplo: se você trabalhava na área ambiental e aí decide mudar para hematologia, pode ser que você precisaria de mais experiência na área da saúde. Se você já tem, com certeza dará certo.

Pergunta enviada por Cibele Orge: Queria saber mais sobre mercado de trabalho e pós-graduações focadas em gestão da qualidade.

Confira a entrevista que fiz com a Fabrícia Arruda, Biomédica graduada pela PUC Goiás e especialista em Gestão da Qualidade – link.

Residência multiprofissional

Residência multiprofissional

Pergunta enviada por Tahiane Soares, Eric Leo, @mi.araujoo_, Beatriz Ferro e Joice Rosa: Gostaria de saber mais sobre residência multiprofissional.

A residência multiprofissional é uma pós-graduação lato sensu para todas as profissões da área da saúde (exceto medicina), com o objetivo de ensinar na prática, e teoria também, uma área específica da profissão.

O programa tem duração de dois anos, sendo a carga horária de 5.760 horas. O aluno participará de 80% da carga horária com atividades práticas e 20% com atividades teóricas e é supervisionado por um profissional que trabalha no local onde acontece a residência e um tutor, que é um docente de uma instituição de ensino superior.

Para saber mais sobre, clique nesse link. Clique no link e confira dicas para passar e entrar na Residência Multiprofissional – link.

Pergunta enviada por Mariana Ragi: O que é preciso ter no currículo para conseguir uma vaga na residência de perfusão? Existe um programa no RJ?

Os itens na análise de currículo podem variar de edital para edital, mas geralmente são atribuídos pontos para suas realizações acadêmicas, como monitoria, bolsa de estudo ou pesquisa, trabalhos científicos, representação discente, participação em eventos, publicação de artigos, estágios, atividades de extensão, prêmios recebidos, pós-graduação, entre outras.

O único lugar que oferece residência nessa área é a Faculdade de Medicina/USP – Assistência cardiorespiratória e circulação extracorpórea.

Clique no link e confira dicas para passar e entrar na Residência Multiprofissional – link.

Pergunta enviada por Thays Teixeira: Sabe de alguma seleção de residência aberta por agora?

É no segundo semestre do ano que os editais para os programas de residência multiprofissional começam a ser publicados. Sempre que há um edital com vagas para biomédicos, publico aqui no blog. Então fique de olho, pois às vezes o período de inscrição pode ser curto.

Pergunta enviada por Thaissa Soares: É necessário ser formado em universidade pública para fazer a residência multiprofissional?

Não é. Você tem que ser formado em uma das profissões da área da saúde, independente se você estudou numa pública ou particular.

Para saber mais sobre, clique nesse link. Clique no link e confira dicas para passar e entrar na Residência Multiprofissional – link.

Pergunta enviada por Giuliane Godoy: Gostaria de saber locais onde tem residência em hematologia, ou uma pós-graduação em hematologia no PR.

Hospital das Clínicas da UFG – Hematologia e hemoterapia. Universidade do Estado do Pará – Hematologia e hemoterapia.

No Paraná não tem residência nessa área, mas tem na Faculdades Pequeno Príncipe – Saúde da criança e do adolescente.

Um curso de especialização mais próximo pra você seria em SP.

Clique no link e confira onde encontrar residência multiprofissional para biomédicos no Brasil – link.

Mercado de Trabalho

Mercado de trabalho

Pergunta enviada por Eliane: Muitos se formam e ficam desempregados e não sabem o que fazer?

Depende muito Eliane. Tem uns que sim, outros não. O ideal é que desde a faculdade você já comece a planejar o que fazer depois de formado. Fizemos um podcast bem legal sobre esse tema. Clique no link e confira – link.

Pergunta enviada por Lorena Luana: Depois que formamos é difícil o mercado de trabalho? Análises clínicas é mais fácil? E as outras áreas?

Atualmente, o Brasil passa por essa crise econômica e política, então não está sendo fácil para ninguém. Na biomedicina, o mercado de trabalho é amplo. Tem as análises clínicas que é a área mais saturada, mas também tem a imagenologia, estética, perfusão que são muito bons, dentro outras áreas interessantes.

Pergunta enviada por Beatriz Vidal: Como é o mercado de trabalho e a remuneração do biomédico?

Na biomedicina, o mercado de trabalho é amplo. Tem as análises clínicas que é a área mais saturada, mas também tem a imagenologia, estética, perfusão que são muito bons, dentro outras áreas interessantes.

Para saber mais sobre remuneração, clique nesse link.

Pergunta enviada por Luís Peixoto: Eu queria saber mais sobre o mercado na área de hemoterapia. Tem concursos pelo Brasil? Onde tem o melhor salário?

O biomédico pode atuar no processamento e análise do sangue, nos testes transfusionais, na indústria de hemoderivados, na chefia de setores do banco de sangue ou até mesmo de todo o banco de sangue (desde que haja um médico hematologista como responsável técnico). Pode também trabalhar com congelamento de células tronco hematopoiéticas.

Tem concursos sim. O último que teve, inclusive eu fiz, foi o da Fundação Hemocentro de Brasília. Geralmente em hospitais e hemocentros o salário é melhor.

Para saber mais sobre banco de sangue e biomedicina clique no link.

Pergunta enviada por Ana Paula: Como o biomédico atua no aconselhamento genético?

É realizado o aconselhamento genético com  objetivo de  fornecer informações detalhadas sobre determinada condição que é ou pode ter origem genética. O atendimento é direcionado para indivíduos afetados por doenças genéticas e malformações congênitas e suas famílias e para pessoas sem histórico familiar de doença genética, mas que possuam risco aumentado de que seus descendentes apresentem alguma dessas doenças.

Um exemplo seria explicar a um casal, ambos portadores do traço falciforme, que está tentando ter filhos, quais as probabilidades de seus filhos nascerem com anemia falciforme, quais os tratamentos existentes para a doença, como será a vida de seu filho perante a sociedade etc. Geralmente os pacientes são acompanhados por uma equipe multiprofissional.

Para trabalhar com o aconselhamento genético é necessário ser geneticista. Você, enquanto biomédico, pode especializar-se nessa área.

Para saber mais sobre aconselhamento genético clique aqui.

Pergunta enviada por Hygor Costa: Como está o mercado para estética e imagem?

São duas áreas bastante promissoras. Muitas vagas estão sendo oferecidas atualmente na área de imagem, principalmente em ressonância magnética, medicina nuclear e tomografia computadorizada.

Na parte de estética, o biomédico atua principalmente montando seu próprio consultório ou clínica como um profissional liberal, ou seja, quanto mais clientes/pacientes, mais ele recebe. Dependendo dos procedimentos que são realizado também pode receber mais.

Pergunta enviada pelo biomédico Franklin Pereira: Qual o papel do biomédico em ciência forense e ao campo de trabalho?

A ciência forense é a aplicação da ciência nos campos criminal e civil, principalmente em investigações criminais. No Brasil, a principal forma de atuar nesse campo é por meio da perícia criminal e medicina legal.

O biomédico pode se tornar um perito criminal, desde que seja aprovado em concurso público. Os salários são considerados bons, bem acima do salário médio de um biomédico analista clínico.

Saiba mais sobre perícia criminal e biomedicina (link) e confira a entrevista com o Biomédico e Perito Criminal Dr. Rodrigo Grazinolli (link).

Pergunta enviada por Ingrid Lopes: Onde encontrar sites de emprego para biomédico, principalmente em SP?

Aqui no blog tenho uma página com vagas que sempre está atualizada – link.

Além disso, no facebook tem um grupo muito bom com várias vagas – link.

Pergunta enviada por Ayenne Cunha: Você acha que quem faz iniciação científica tem mais chances no mercado?

Não. A IC é muito importante para seu crescimento como pesquisador ou professor, para entrar em processos seletivos de mestrado e residência. Mas quem não tem não fica tão prejudicado assim. Eu também nunca fiz e hoje faço mestrado e dou aula na UFG.

Brunno Câmara Autor

Brunno Câmara - Biomédico, CRBM-GO 5596, habilitado em patologia clínica e hematologia. Docente do Ensino Superior dos cursos de graduação em Biomedicina e Farmácia. Especialista em Hematologia e Hemoterapia pelo programa de Residência Multiprofissional do Hospital das Clínicas - UFG (HC-UFG). Mestrando no Programa de Pós-graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - UFG (IPTSP-UFG). Coordenador e docente do curso de pós-graduação em Hematologia e Hemoterapia da AGD Cursos. Criador e administrador do blog Biomedicina Padrão. Criador e integrante do podcast Biomedcast.

  • Compartilhar:

Artigos relacionados

0 comentários

Não temos interesse em publicar nada que nos ofenda ou ofenda outros visitantes. Só são aprovados textos que valorizem o que fazemos aqui e que podem ajudar outras pessoas, agregando valor ao conteúdo. O comentário precisa ser útil!